Tecnologia LFD: como ela está revolucionando o mercado biométrico?

A tecnologia evoluiu muito nas últimas décadas e trouxe consigo várias inovações que foram, aos poucos, se tornando cada vez mais presentes no nosso dia a dia. Um exemplo disso é a biometria.

Se há algumas décadas ela estava presente apenas nos filmes de ficção, hoje está presente na portaria de condomínios e empresas, nos caixas eletrônicos dos bancos, na tela de smartphones, no controle de ponto digital e em vários outros lugares e situações em que é preciso comprovar nossa identidade.

Entretanto, uma situação muito comum nos filmes de ficção científica começou a mexer com a cabeça dos profissionais que trabalhavam em empresas de segurança: a clássica cena em que uma pessoa que não tem acesso a determinado local decide utilizar um dedo avulso para abrir as portas.

Essa ideia de que a segurança da biometria pode ser burlada pareceu tão séria que as empresas que trabalham na área buscaram uma forma de remediar o problema — e conseguiram!

Essa solução criada se chama tecnologia LFD (ou Live Finger Detection) e representa mais uma grande inovação no mercado biométrico. Você já ouviu falar nessa tecnologia? Não? Então continue a leitura para saber o que ela é e como ela vem revolucionando o mercado da biometria!

O que é a tecnologia LFD?

A tecnologia LFD surgiu como uma solução para tornar a biometria muito mais segura. Sua invenção é creditada à empresa alemã Dermalog Identification Systems, que criou um método para que os leitores biométricos fossem capazes de diferenciar o tecido vivo do tecido morto.

Isso impede que aquela situação vista nos filmes de ficção científica um dia ocorra na vida real. O método desenvolvido é capaz de detectar as mudanças na forma como a luz é absorvida quando o dedo é pressionado contra o leitor de impressão digital.

Com a criação do sistema de segurança com tecnologia LFD, é possível proteger-se não apenas contra criminosos que “roubam” dedos para burlar a biometria, mas também impedir que sejam usadas outras alternativas — como moldes de dedos ou cópias de silicone.

Para algumas pessoas tudo isso pode até parecer um pouco exagerado ou até mesmo fruto de uma mente um tanto quanto neurótica. No entanto, acredite: já foram registrados casos de roubos de veículos, no ano de 2005, nos quais os criminosos utilizaram o dedo decepado da vítima para conseguir o acesso ao carro.

Mais um caso onde o sistema biométrico foi burlado com dedos falsos ocorreu também aqui no Brasil, na cidade de Ferraz de Vasconcelos, em São Paulo. Em 2013, uma médica do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi detida portando dedos de silicone que eram utilizados para bater o ponto de colegas de trabalho. Veja a matéria completa aqui.

O esquema envolvia mais de 30 profissionais entre médicos e enfermeiros. Isso ajuda a desmistificar a ideia de que a biometria é absolutamente segura sem o auxílio da tecnologia LFD, certo?

Qual é o diferencial da tecnologia LFD?

O grande diferencial dessa tecnologia para a biometria é que os scanners de impressão digital equipados com o Live Finger Detection podem detectar impressões digitais vivas e evitar qualquer fraude relacionada às impressões falsas feitas de materiais de silicone ou de borracha.

A tecnologia LFD utiliza-se de informações como pressão arterial, temperatura, pulso, resistência elétrica e outras para saber se a impressão digital escaneada pertence a um corpo vivo.

A tecnologia padrão de detecção de impressão digital que utilizamos atualmente verifica apenas fatores como a deformação da digital, a distribuição dos poros e a nitidez do cume.

A única pequena desvantagem que a tecnologia Live Finger Detection apresenta é que seu uso pode exigir um pouco mais de atenção — é preciso que o usuário posicione seu dedo no leitor com o máximo de precisão que conseguir para que o scanner funcione corretamente.

Se o dedo não for colocado no leitor com precisão, ele pode ser rejeitado por não ser reconhecido como um dedo humano vivo. Quando isso acontece, basta tirar o dedo e colocá-lo novamente. Após vários testes, é fácil se acostumar com isso.

Algumas pessoas podem considerar a função LFD um tanto quanto inconveniente no início. No entanto, logo é possível notar que o aumento na segurança compensa todos os esforços.

Em suma, portanto, a verdade é que a tecnologia LFD vem apresentando um grande diferencial para os sistemas de segurança, tornando-os muito mais eficazes, prevenindo as possibilidades de fraude e tornando o sistema muito mais seguro para o usuário.

Como a tecnologia LFD está revolucionando o mercado biométrico?

A tecnologia Live Finger Detection é uma realidade que, inclusive, já pode ser experimentada por muitas pessoas. O iPhone 5S, por exemplo, que conta com um sensor Touch ID na tela, é adepto da novidade — ela torna os aparelhos da Apple ainda mais seguros para os seus usuários.

A ideia de implementar essa tecnologia no iPhone 5S não foi apenas por uma questão de segurança, mas também para trazer mais facilidade para a vida de seus utilizadores. Afinal, quem nunca se complicou na hora de digitar a senha na tela para desbloqueio ou para fazer compras de aplicativos e bens de consumo pelo celular?

Com essa tecnologia, você não precisa mais se preocupar em memorizar senhas ou correr o risco de que descubram a sua chave de acesso. Somente você, com a sua digital, poderá desbloquear o aparelho e liberar as compras pelo celular. Simples, não?

O mesmo vale no seu banco, por exemplo. Você não se sente mais seguro sabendo que somente você é capaz de acessar sua conta e realizar transações por meio da biometria? Pois então! Essa é mais uma prova de que a tecnologia LFD chegou para aumentar a segurança e tornar todo o mercado biométrico muito mais eficiente!

Clique aqui para receber o descritivo completo sobre nosso Relógio de Ponto Eletrônico!

2 Comentários

  1. Michelle s vidalsays:

    Olá gostaria de saber se esse biométrico digitado tem como saber se está tendo alteração …que tinha pessoas batendo a senha digitado pra outra como fazer e se tem como saber se está sendo alterado ..por exemplo dois funcionários não veio .. não bateram o ponto digitado …mas aí nesse caso tem como alterar ou alguém do RH TB tem como alterar esse ponto pra abonar o funcionário…que o ponto digital com o dedo e mais garantido

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"