Como saber quem está entrando e saindo em meu estabelecimento

Em 2016, um dado divulgado pela Revista Istoé preocupou os brasileiros: de acordo com a pesquisa pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) o número de assaltos no Brasil é o dobro da média mundial. Em 2017, uma ONG americana fez uma lista dos países mais inseguros do mundo com base em pesquisas e o Brasil ficou em 11ª posição entre mais de 130 países.

Diante desse cenário, é preciso ter o máximo de cuidado e estar muito bem protegido, especialmente se você coordena um local no qual há um grande fluxo de pessoas.

Comércios, indústrias, escolas e condomínios são locais em que muitas pessoas entram e saem constantemente. Ter o máximo de controle de acesso nesses lugares é fundamental para aumentar a segurança de todo.

Para ter esse controle, você pode tomar algumas providências. Existem diversas tecnologias que podem ajudá-lo nessa importante missão.

Por que usar tecnologias de controle de acesso?

Além de oferecer maior segurança, controlar quem sai e quem entra no estabelecimento oferece outras vantagens. Por exemplo, os setores ficam mais organizados, permitindo que apenas pessoas autorizadas entrem em um determinado local. Também é uma forma de seguir a regulamentação de alguns ambientes que possuem lotação máxima como teatros e outros.

Um controle de acesso também ajuda na redução de custos com serviços terceirizados de segurança. Você pode até contratar algumas pessoas por precaução, mas, sem dúvidas, o custo será muito menor. Além da identificação de uma pessoa caso ela quebre um item na loja ou danifique algo no ambiente.

Quais controles de acesso utilizar?

Câmeras

As câmeras já são amplamente utilizadas pelos comerciantes, colégios, indústrias e demais departamentos. E nem precisa ser pessoa jurídica para se preocupar com a segurança. Muitas residências possuem câmeras externas algo que ajuda a inibir os assaltantes. É importante que, além da instalação, você tenha um software capaz de armazenar um tamanho significativo de imagens.

Leitor de cartões

É uma tecnologia interessante para determinados setores. Por exemplo, áreas restritas a algumas pessoas do setor administrativo ou mesmo academias. O software instalado faz a leitura no código de barras e libera a catraca para alguém previamente cadastrado e autorizado. Para locais com muitas pessoas, um leitor por proximidade ajuda a evitar filas.

Leitor biométrico

A biometria é uma das formas mais seguras de controlar o acesso de pessoas em estabelecimentos. Por exemplo, em condomínios e bancos é uma ótima opção. Por exemplo, o cofre de um banco só pode ser aberto pela leitura de algumas digitais previamente cadastradas. O software pode registrar quando aquela pessoa saiu e quando voltou.

O que levar em consideração na hora de escolher o tipo de controle de acesso?

O mais importante é que a tecnologia possa se adaptar facilmente ao seu tipo de empresa. Além disso, é interessante que ela possa oferecer relatórios, muito úteis, por exemplo, para saber a que horas um aluno saiu da escola ou do cursinho e quando ele retornou. Também deve ser capaz de armazenar uma quantidade de cadastros compatíveis com a sua necessidade.

Quer receber mais dicas para aumentar a segurança do seu estabelecimento? Entre em contato conosco!

As principais tecnologias de segurança para 2019

A tecnologia avança a passos largos e consegue chegar aos mais diversos setores, oferecendo uma série de melhorias para todos. Por exemplo, atualmente, as portarias de diversos estabelecimentos como fábricas, escolas, empresas, condomínios e outros podem ficar mais seguras. As tecnologias de segurança são mais que necessárias na nossa realidade.

Antigamente, ter uma pessoa na portaria e câmeras eram o bastante. Mas muitas pessoas conseguem burlar esse tipo de proteção e invadem diversos locais, colocando em risco todos os que estão dentro deles.

Hoje, há diversas formas de ter um maior controle de quem entra e de quem sai de um determinado estabelecimento. Essas tecnologias de segurança são excelentes para qualquer ambiente, especialmente para aqueles em que há um grande fluxo de pessoas. Veja abaixo bons exemplos que podem ajudá-lo!

Cartões de proximidade

Por exemplo, os moradores de um condomínio podem receber um cartão de acesso para a entrada no prédio. Nele constam informações como alguns dados pessoais e o nível de acesso também pode ser estabelecido (excelente para empresas e indústrias). Basta aproximar o cartão de um leitor para liberar ou não a passagem.

É uma ótima opção para impedir o acesso de determinadas pessoas a certos locais restritos e também revogar o acesso de um morador a alguns locais. Por exemplo, o indivíduo era síndico e agora não é mais, portanto, perde acesso a alguns locais.

Senhas e controles especiais

O uso de senhas já é bastante utilizado nos mais diversos locais, aliás, foi um dos primeiros avanços tecnológicos para melhorar a segurança em diversos ambientes.

Esse tipo de acesso pode ser dado a apenas algumas pessoas dentro de um estabelecimento ou a todas, dependendo do programa utilizado. O próprio software pode gerar senhas para os mais diversos funcionários, moradores ou mesmo alunos de uma escola ou curso.

Videoporteiro IP

Pelo próprio nome não é difícil imaginar do que se trata. Nesse sistema de segurança, é preciso utilizar uma câmera embutida e, assim, cada morador do prédio ou funcionário de um estabelecimento pode identificar quem está do lado de fora. O acesso à imagem é feito por meio do smartphone e, usando o desvio de chamada, pode ser liberada ou não a entrada.

Portaria remota

É uma outra forma que a tecnologia encontrou para controlar o acesso aos mais diversos locais. Quem tem acesso ao estabelecimento, deve usar uma tag que tem como função liberar tanto a saída quanto a entrada deste. Os visitantes devem acionar o interfone para que seja ou não liberado o acesso.

Biometria

Outra tecnologia de segurança já bastante utilizada e que vem se aperfeiçoando a cada dia. O tipo mais comum é a biometria por impressão digital, oferecendo muito mais segurança, já que é um desenho único para cada pessoa. É praticamente impossível falsificar esse tipo de acesso. Além disso, oferece agilidade e rapidez, sendo excelente para grandes empresas e indústrias.

Investir em controle de acesso consegue trazer uma série de benefícios para quem utiliza esse recurso. Além disso, ajuda a reduzir os custos com a terceirização de uma empresa de segurança, por exemplo, é possível acompanhar o fluxo de pessoas em tempo real.

Está pensando em aumentar a segurança dentro da sua empresa? Monte já seu projeto com a Info Kings.

Solicite Orçamento

A importância de manter os softwares atualizados

A tecnologia está cada vez mais se aprimorando e para manter o seu negócio a todo vapor, é essencial que você esteja acompanhando as tendências do mercado. Além do maquinário – o hardware – é necessário também ter os softwares atualizados. Os softwares são como o cérebro da máquina, assim, se eles não estiverem funcionando bem, o hardware também não funciona.

Portanto, fica claro que manter os softwares atualizados é mais do que necessário. Como são eles os responsáveis por oferecer os comandos para os hardwares, precisam operar da melhor forma possível.

Veja abaixo outros bons motivos para manter os softwares sempre sob manutenção preventiva e devidamente atualizados.

Aumenta a segurança

Você já parou para pensar na grande quantidade de dados que já tem guardados no seu software? Pense no risco que seria perder todos eles simplesmente por não ter realizado a manutenção quando deveria? Certamente os prejuízos serão bem maiores.

Uma das vantagens de realizar a atualização dos softwares é que ela costuma vir com mais recursos de segurança. Além disso, você também pode receber outros benefícios como um layout mais agradável e novas funcionalidades.

Além das falhas normais que podem acontecer devido a uma falta de atualização, há também o risco do programa ser invadido por vírus e ter suas informações roubadas. Pode haver uma brecha no seu sistema porque, assim como os softwares estão em constante atualização, os malwares também estão.

Melhora o fluxo produtivo

As inovações tecnológicas pedem, cada vez mais, maior adaptação do mercado e das empresas para continuarem servindo aos consumidores. Hoje em dia, é possível que diversos estabelecimentos ofereçam serviços muito parecidos e você precisa de algo para se destacar da concorrência.

Quanto melhor os seus softwares funcionarem e mais funcionalidades eles ofereçam, mais o seu negócio estará à frente dos concorrentes. Poder controlar melhor o seu fluxo produtivo melhora a capacidade de trabalho da equipe e assim, você passa a ter maiores rendimentos, podendo, consequentemente, oferecer serviços melhores.

Reduz os problemas do dia a dia

Tudo está funcionando perfeitamente até que, um dia, o controle de ponto para de funcionar ou então, começa a registrar o ponto dos funcionários em um horário diferente. Esse é um problema que pode tomar proporções gigantescas.

Pagar um funcionário por horas que ele não trabalhou ou descontar o tempo de serviço de um funcionário que chegou no horário certo pode gerar um grande prejuízo para a sua empresa. Além das finanças prejudicadas, você passa a ter funcionários insatisfeitos.

Uma forma muito simples de resolver o problema é fazendo manutenções preventivas, ou seja, ter softwares atualizados sempre que for solicitado. Assim, o maquinário funcionará perfeitamente bem, evitando uma série de custos a mais no orçamento.

Menos problemas contábeis

Você já está acostumado a gerar os relatórios das horas trabalhadas pelos funcionários, por exemplo, e enviá-los para o setor contábil da empresa ou para um profissional terceirizado. Ele fará todo o cálculo para que os empregados sejam remunerados de forma justa.

Agora, pense em um dia que o software não consegue gerar esse relatório, ou, pior ainda, gerar com erros. Certamente você terá que usar muito tempo (um tempo que poderia ser utilizado para gerar mais lucros para a empresa) para rever os pontos incorretos e encontrar uma solução que seja boa para todos os lados.

Então, o mais fácil é evitar essa e outras situações parecidas e a melhor forma de fazer isso é manter os softwares atualizados sempre que for requisitado pelo programa. Entre em contato conosco e faça isso agora mesmo!

4 mandamentos de uma boa segurança para condomínios

Infelizmente, a violência ainda é crescente no Brasil, em especial nos grandes centros urbanos. Nesse cenário, os condomínios se transformaram em um dos alvos prediletos dos criminosos. Afinal, com uma simples invasão é possível multiplicar os resultados de um assalto.

Para evitar esse tipo de atividade violenta, a segurança em condomínios deixou de ser uma mera precaução para se tornar uma necessidade. A boa notícia é que a tecnologia vem promovendo significativas mudanças, trazendo uma segurança efetiva para muitos moradores.

Dispositivos digitais, contudo, não são o único investimento a ser feito. Confira alguns dos principais mandamentos que fazem a boa segurança para condomínios!

1. Tenha um bom controle de acessos

O controle de acessos serve não apenas para identificar quem entrou e saiu do prédio, mas também permite que somente pessoas autorizadas tenham acesso ao condomínio, sem que haja o risco de falhas humanas.

Muitos condomínios vêm adotando o sistema de crachás com a tecnologia RFID, que facilitam não somente o acesso automático por meio de cancelas, por exemplo, como armazenam dados que permitem o rastreamento e o monitoramento da entrada e saída.

Recentemente, o uso da biometria também se tornou uma tendência nos condomínios, já que a identificação e o acesso por meio das impressões digitais são intransferíveis e, portanto, muito mais seguro. Como os crachás podem cair em mãos erradas, a biometria vem-se demonstrando um investimento muito mais certo e com retorno efetivo para os condomínios.

A tecnologia de segurança para condomínios vem avançando tanto que já é possível até adquirir um sistema de portaria remota, com o controle de acessos feito de forma totalmente automatizada e a distância, sem que haja a necessidade de um porteiro 24 horas exclusivo.

Veja os nossos produtos e peça já um orçamento.

2. Invista em um sistema de monitoramento

Além do controle de acessos, é fundamental monitorar o sistema. O uso de câmeras de vigilância é uma das formas mais efetivas de realizar essa atividade, já que a vigilância é feita 24 horas por uma central de controle.

As câmeras devem sempre estar instaladas em áreas consideradas vulneráveis, como muros, portões de entrada e regiões afastadas e com pouca circulação de pessoas.

Hoje, com a tecnologia, os sistemas de câmera podem ser acessados de qualquer lugar por meio até do celular. Isso significa, por exemplo, que pessoas responsáveis, como o síndico, podem ter acesso a esse monitoramento e auxiliar na identificação de problemas e falhas.

3. Conte com barreiras físicas

As barreiras físicas são outro aspecto fundamental da segurança. Afinal, elas servem para coibir as invasões e atos violentos propriamente ditos. As cercas elétricas, mesmo nos dias de hoje, ainda são uma ótima solução para evitar que o condomínio seja invadido por criminosos. Outra medida importante é a blindagem da guarita, evitando que funcionários coloquem em risco suas vidas pelo condomínio em uma ação criminosa.

4. Aposte nas boas práticas

Por fim, é sempre bom contar com o treinamento dos funcionários do condomínio, para evitar invasões e pânico em situações de violência. O elemento humano costuma ser o mais falho e vulnerável. Por isso, é fundamental que porteiros, síndicos e até os próprios moradores saibam o que fazer em situações de insegurança.

Além disso, é importante que se conscientizem de que são parte da segurança comum. Logo, aceitar determinadas práticas que fazem parte do bem de todos é fundamental!

Solicite Orçamento

Agora que você já sabe sobre como ter uma boa segurança em condomínios, que tal aprender mais sobre controle de acesso e tecnologias que podem fazer a diferença? Acesse o link e boa leitura!

Descubra as principais soluções de sistema de segurança

Quando tratamos sobre segurança pessoal, sempre existem muitas prioridades para considerar — principalmente em condomínios e prédios. Nesse contexto, a proteção e convívio saudável dos moradores é o ponto-chave quando pensamos em implementar um sistema de segurança.

A vantagem disso tudo é que o uso de tecnologias, como alarmes e CFTV, pode ser um diferencial para quem procura investir em proteção do patrimônio e das pessoas que moram em determinado local.

Pensando nisso, preparamos um material com os principais aspectos sobre cada modalidade de sistema de segurança e de que forma eles contribuem para a qualidade de vida no âmbito residencial. Acompanhe!

Sistemas de alarme

Os sistemas de alarme residencial podem parecer um pouco complexos quando você começa a pesquisar sobre o assunto, uma vez que existem diversos modelos e formas de funcionamento. Apesar disso, o ideal é compreender a análise prática dessa tecnologia e definir a que melhor se adapta ao local.

Para simplificar a questão, podemos dizer que um sistema de alarme residencial precisa ser acompanhado por 3 estruturas: sensor de movimentos (ou abertura de portas e janelas), central de controle (para armar e desarmar) e o próprio aparelho de alarme.

Geralmente são instalados em fechaduras e em locais estratégicos. A vantagem é que o som emitido alerta os moradores, além de repelir rapidamente um possível intruso.

Monitoramento por imagem

A popularidade das câmeras de segurança aumentou na última década e devido ao avanço da tecnologia, eles possuem um preço extremamente competitivo no mercado nacional. Existem também versões com fio e sem fio desse sistema de segurança.

Uma forma de apresentação dessa modalidade de segurança é por meio da tecnologia CFTV, ou circuito fechado de televisão. Esse sistema usa uma ou mais câmeras de vídeo para transmitir e imagens em um monitor central — tudo em tempo real. Dessa forma, áreas do condomínio podem ser acompanhadas pela equipe interna e qualquer movimentação pode ser rastreada.

Sem dúvidas, o método é um dos mais eficientes e com melhor custo-benefício quando o objetivo é otimizar a proteção residencial. Além disso, a tecnologia CFTV pode ser complementada por alarmes e outros sistemas de segurança.

Controle perimetral

O controle perimetral é uma prática de segurança que consiste na instalação de barreiras físicas no perímetro. Esse tipo de barreira é extremamente importante e se mostra indispensável para a proteção dos moradores.

O controle perimetral mais conhecido é o da cerca elétrica, que pode ser usada em qualquer estabelecimento. Ela possui duas funções básicas: afugentar o indivíduo por meio de uma tensão energizada (aproximadamente 10 mil volts). A segunda é o disparo imediato do alarme central, caso algo toque na corrente.

Sabemos que, em ambos os sistemas de segurança, o mais importante é optar por aquele que traga mais conforto e qualidade de vida para os moradores. Dessa forma, uma boa dica é utilizar sempre equipamentos de confiança e contar com o apoio de profissionais especializados nesse mercado.

E então, leitor? Como foi conhecer um pouco mais sobre as principais soluções de sistema de segurança? Caso tenha gostado, aproveite para seguir a Onix Security nas redes sociais (Facebook, YouTube, LinkedIn) e ver como funciona nosso trabalho!

Este é um guest post da Onix Security

Cartões de acesso de segurança: o que é e como funcionam

O uso de cartões de acesso para o controle de entrada e saída de pessoas nas empresas é um recurso cujas vantagens vão muito além de torná-las ambientes mais seguros. A ferramenta pode trazer inúmeros benefícios ao negócio, afetando diretamente a eficiência de seus departamentos e a produtividade das equipes, além de gerar até mesmo a redução de custos.

Isso acontece porque o uso dessa tecnologia, quando direcionado também aos colaboradores, permite um controle preciso de entradas e saídas, horas trabalhadas, horas adicionais, frequências de ausências e desempenho. Tais dados se baseiam no que foi produzido por cada um.

Assim, a implantação de qualquer um dos diversos sistemas disponíveis hoje no mercado engloba melhorias em muitas áreas do negócio. Algumas delas são, por exemplo: segurança, folha de pagamento, gestão de pessoas, departamento jurídico e gestão da produtividade.

Veja, a seguir, como essa ferramenta funciona e de que forma é possível utilizar seus recursos para melhorar o desempenho de sua empresa:

O que são e como funcionam os cartões de acesso?

Assim como os cartões de crédito tradicionais, os cartões de acesso são produzidos com materiais como plástico ou PVC. As unidades possuem uma camada magnética interna ou em forma de tarja, na qual podem ser armazenados alguns dados do usuário, como nome completo, número de algum documento e níveis de segurança aos quais ele tem acesso.

Basicamente, cada cartão é um dispositivo que, magneticamente, carrega informações facilmente administráveis. Tais dados podem ser modificados com bastante rapidez e controlados por softwares de forma muito prática.

Ao serem colocados em contato com o leitor específico, os conteúdos gravados no cartão são responsáveis por liberar ou negar o acesso da pessoa a determinado local. Além disso, há o registro de uma série de informações como datas, horários, quantidade de acessos e intervalos, entre outras.

Esses leitores podem ter muitas formas. Algumas delas são: catracas de controle; máquinas para marcação do ponto no expediente; fechaduras de portas; painéis de elevadores; cancelas de estacionamento etc.

Tipos de tecnologia

Existem diversas maneiras de utilizar o cartão magnético, dependendo da tecnologia adotada. Os diferentes sistemas de uso adequam-se às necessidades de cada local onde são instalados. Conheça cada um deles:

  • leitor de inserção: neste sistema, é preciso inserir o cartão em uma fenda para que seja realizada sua leitura. Alguns dispositivos recolhem totalmente o cartão por alguns segundos antes de devolvê-lo; outros pedem a inserção parcial e, após um breve travamento para análise dos dados, liberam o acesso e o cartão;
  • leitor de swipe: para este tipo de leitor, é necessário deslizar o cartão por uma fenda, onde será feita a leitura das informações da tarja magnética. É um processo rápido, no qual basta passar o cartão na posição correta para que os dados sejam lidos (e armazenados) e o acesso, liberado;
  • leitor de proximidade: com este sistema, basta aproximar o cartão do dispositivo de acesso para que a leitura seja realizada.

Configuração e níveis de acesso

Como já foi dito, há muitas aplicações para a tecnologia de cartões de acesso. Seus sistemas podem ser configurados do modo que for mais útil para cada utilização.

Além de permitir e registrar a entrada de pessoas, ele também pode criar diferentes níveis de acesso para cada usuário. Isso garante a restrição de pessoal não autorizado nas dependências da empresa.

Assim, ficam mais bem protegidos os materiais de manipulação delicada, as informações sigilosas e os locais que exigem um nível mais rígido de segurança, entre outros itens. Mais do que liberar ou barrar a entrada, é possível implantar uma melhor vigilância, pois cada utilização de cartão fica registrada, mostrando quem o usou e onde fez isso.

Quais são as vantagens na gestão de colaboradores?

As facilidades que a implementação de cartões de acesso traz para a companhia são muitas. Algumas delas dizem respeito diretamente ao desempenho do negócio e à gestão de pessoas.

Ao adotar essa tecnologia como cartão de ponto, fazendo o registro eletrônico dos dias e horários de entrada e saída de funcionários, a empresa ganha ferramentas capazes de impulsionar a performance de sua equipe por meio de um planejamento mais eficaz.

Isso acontece porque, a partir do cruzamento de relatórios diversos, registros de entrada e saída e horas extras, são traçados perfis de produtividade de cada colaborador. Assim, é possível entender o desempenho de cada um deles e criar estratégias de orientação, treinamento, remanejamento e controle, para que todos possam ser mais produtivos.

Além disso, os recursos desse sistema agilizam o trabalho da área de Recursos Humanos e Departamento Pessoal, com mais rapidez na geração da folha de pagamento, redução de erros, menor burocracia e maior assertividade nas tomadas de decisões. Isso porque o sistema pode ser integrado a outros já existentes na empresa, gerando sinergia e um melhor aproveitamento das ferramentas digitais.

Redução de despesas com ações e horas extras

Um problema recorrente em muitas companhias é a questão das horas extras dos colaboradores. Fazer uma comparação equilibrada entre a real necessidade delas e a produtividade está entre os desafios dos gestores. E se esse já é um problema no curto prazo, pode se tornar uma grande dor de cabeça, com ações judiciais, no médio e longo prazo.

Por isso, a adoção de um controle digital de acesso e permanência dos funcionários torna-se eficaz também na redução de custos. Esse recurso permite não apenas uma gestão regular de horas extras, mas serve inclusive como documentação de garantia contra eventuais ações.

Além disso, é uma proteção contra qualquer iniciativa que tente fraudar o apontamento da jornada de trabalho. Logo, a adoção de cartões de acesso em qualquer empresa se torna mais do que uma medida de segurança, passando a ser de utilidade estratégica e de gestão.

Sua imensa flexibilidade e as múltiplas formas de atuação, de controle e do gerenciamento de informações fazem desse recurso algo fundamental para impulsionar resultados, eliminar burocracias e agilizar rotinas. É a tecnologia trazendo soluções para empreendimentos, gestores e colaboradores.

Gostou de saber mais sobre os cartões de acesso? Se você busca as vantagens que abordamos neste artigo, entre em contato conosco e descubra como podemos ajudá-lo a encontrar a melhor solução para o seu negócio ou departamento!

projeto de acesso

Tecnologia LFD: como ela está revolucionando o mercado biométrico?

A tecnologia evoluiu muito nas últimas décadas e trouxe consigo várias inovações que foram, aos poucos, se tornando cada vez mais presentes no nosso dia a dia. Um exemplo disso é a biometria.

Se há algumas décadas ela estava presente apenas nos filmes de ficção, hoje está presente na portaria de condomínios e empresas, nos caixas eletrônicos dos bancos, na tela de smartphones, no controle de ponto digital e em vários outros lugares e situações em que é preciso comprovar nossa identidade.

Entretanto, uma situação muito comum nos filmes de ficção científica começou a mexer com a cabeça dos profissionais que trabalhavam em empresas de segurança: a clássica cena em que uma pessoa que não tem acesso a determinado local decide utilizar um dedo avulso para abrir as portas.

Essa ideia de que a segurança da biometria pode ser burlada pareceu tão séria que as empresas que trabalham na área buscaram uma forma de remediar o problema — e conseguiram!

Essa solução criada se chama tecnologia LFD (ou Live Finger Detection) e representa mais uma grande inovação no mercado biométrico. Você já ouviu falar nessa tecnologia? Não? Então continue a leitura para saber o que ela é e como ela vem revolucionando o mercado da biometria!

O que é a tecnologia LFD?

A tecnologia LFD surgiu como uma solução para tornar a biometria muito mais segura. Sua invenção é creditada à empresa alemã Dermalog Identification Systems, que criou um método para que os leitores biométricos fossem capazes de diferenciar o tecido vivo do tecido morto.

Isso impede que aquela situação vista nos filmes de ficção científica um dia ocorra na vida real. O método desenvolvido é capaz de detectar as mudanças na forma como a luz é absorvida quando o dedo é pressionado contra o leitor de impressão digital.

Com a criação do sistema de segurança com tecnologia LFD, é possível proteger-se não apenas contra criminosos que “roubam” dedos para burlar a biometria, mas também impedir que sejam usadas outras alternativas — como moldes de dedos ou cópias de silicone.

Para algumas pessoas tudo isso pode até parecer um pouco exagerado ou até mesmo fruto de uma mente um tanto quanto neurótica. No entanto, acredite: já foram registrados casos de roubos de veículos, no ano de 2005, nos quais os criminosos utilizaram o dedo decepado da vítima para conseguir o acesso ao carro.

Mais um caso onde o sistema biométrico foi burlado com dedos falsos ocorreu também aqui no Brasil, na cidade de Ferraz de Vasconcelos, em São Paulo. Em 2013, uma médica do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi detida portando dedos de silicone que eram utilizados para bater o ponto de colegas de trabalho. Veja a matéria completa aqui.

O esquema envolvia mais de 30 profissionais entre médicos e enfermeiros. Isso ajuda a desmistificar a ideia de que a biometria é absolutamente segura sem o auxílio da tecnologia LFD, certo?

Qual é o diferencial da tecnologia LFD?

O grande diferencial dessa tecnologia para a biometria é que os scanners de impressão digital equipados com o Live Finger Detection podem detectar impressões digitais vivas e evitar qualquer fraude relacionada às impressões falsas feitas de materiais de silicone ou de borracha.

A tecnologia LFD utiliza-se de informações como pressão arterial, temperatura, pulso, resistência elétrica e outras para saber se a impressão digital escaneada pertence a um corpo vivo.

A tecnologia padrão de detecção de impressão digital que utilizamos atualmente verifica apenas fatores como a deformação da digital, a distribuição dos poros e a nitidez do cume.

A única pequena desvantagem que a tecnologia Live Finger Detection apresenta é que seu uso pode exigir um pouco mais de atenção — é preciso que o usuário posicione seu dedo no leitor com o máximo de precisão que conseguir para que o scanner funcione corretamente.

Se o dedo não for colocado no leitor com precisão, ele pode ser rejeitado por não ser reconhecido como um dedo humano vivo. Quando isso acontece, basta tirar o dedo e colocá-lo novamente. Após vários testes, é fácil se acostumar com isso.

Algumas pessoas podem considerar a função LFD um tanto quanto inconveniente no início. No entanto, logo é possível notar que o aumento na segurança compensa todos os esforços.

Em suma, portanto, a verdade é que a tecnologia LFD vem apresentando um grande diferencial para os sistemas de segurança, tornando-os muito mais eficazes, prevenindo as possibilidades de fraude e tornando o sistema muito mais seguro para o usuário.

Como a tecnologia LFD está revolucionando o mercado biométrico?

A tecnologia Live Finger Detection é uma realidade que, inclusive, já pode ser experimentada por muitas pessoas. O iPhone 5S, por exemplo, que conta com um sensor Touch ID na tela, é adepto da novidade — ela torna os aparelhos da Apple ainda mais seguros para os seus usuários.

A ideia de implementar essa tecnologia no iPhone 5S não foi apenas por uma questão de segurança, mas também para trazer mais facilidade para a vida de seus utilizadores. Afinal, quem nunca se complicou na hora de digitar a senha na tela para desbloqueio ou para fazer compras de aplicativos e bens de consumo pelo celular?

Com essa tecnologia, você não precisa mais se preocupar em memorizar senhas ou correr o risco de que descubram a sua chave de acesso. Somente você, com a sua digital, poderá desbloquear o aparelho e liberar as compras pelo celular. Simples, não?

O mesmo vale no seu banco, por exemplo. Você não se sente mais seguro sabendo que somente você é capaz de acessar sua conta e realizar transações por meio da biometria? Pois então! Essa é mais uma prova de que a tecnologia LFD chegou para aumentar a segurança e tornar todo o mercado biométrico muito mais eficiente!

Clique aqui para receber o descritivo completo sobre nosso Relógio de Ponto Eletrônico!

3 estratégias de segurança fundamentais para implantar em escolas

Na hora de escolher uma nova escola para seus filhos, uma das principais preocupações dos pais é a garantia de que eles estarão em um local seguro. Por isso, investir em estratégias de segurança deixou de ser considerado um luxo há bastante tempo. 

A criança e o adolescente não precisam – e nem podem – ficar trancados, viver em meio a grades e cadeados. Mas é cada vez mais necessário ficar atento ao que foge da rotina escolar, para que assim seja possível garantir a segurança dos alunos.

O mercado tem apresentado uma série de soluções inovadoras para atender a essa necessidade dos pais e dos donos de escolas. Por isso, este artigo irá mostrar 3 estratégias de segurança fundamentais para implantar na escola.

Câmeras de segurança

As câmeras de segurança são uma medida que ainda encontra dificuldades em se estabelecer. Muitos acham que é uma invasão de privacidade, porém no ambiente escolar ela é essencial, pois são vários alunos de diferentes meios convivendo juntos.

As câmeras podem ser instaladas nos pátios escolares, onde há uma grande movimentação dos estudantes e, consequentemente, uma mistura de períodos também. Mas nem todas as escolas, claro, misturam os alunos mais velhos e os mais novos no recreio.

É importante que todas as câmeras fiquem expostas e que os alunos, pais e funcionários estejam cientes do uso das câmeras.

Guardas vigilantes

Os guardas vigilantes podem ajudar nos períodos de maior movimentação. Pense no guarda como um auxiliar na hora da liberação dos estudantes. É ele quem irá entregar seus filhos sãos e salvos, diretamente em suas mãos. Ele também pode ajudar a conter alguma confusão no final das aulas, pois é uma das horas em que os estudantes ficam mais agitados.

Além disso, entre os guardas vigilantes pode ser feito um sistema de ronda, de forma que um deles transite regularmente por corredores e áreas externas da escola.

Identificação de funcionários e estudantes

Em escolas maiores, o fluxo é contínuo, pessoas vêm e vão de todos os recintos do local. Dessa forma, é preciso pensar em um sistema de controle e identificação dos funcionários e estudantes.

Existem os sistemas tradicionais de controle, como o uso de crachá, carteirinha ou cartões. Entretanto, um sistema integrado de controle de acesso escolar biométrico é menos suscetível a falhas, oferecendo maior segurança. É de extrema importância que a instituição tenha total conhecimento sobre a movimentação das pessoas. 

Se você ainda tem dúvidas ou inseguranças sobre essas medidas, é interessante procurar um especialista no assunto. Ele pode te ajudar com a análise da escola e tirar suas dúvidas. Profissionais capacitados devem te auxiliar a entender os benéficos da implementação dessas medidas em qualquer instituição.

Nossas estratégias de segurança são dicas preventivas, que podem ser utilizadas em qualquer estabelecimento de ensino. Mantenha um diálogo aberto sobre elas, modifique-as se preciso. Mas lembre-se que elas são um benefício e menos uma preocupação, tanto da instituição, quanto dos pais, que sabem que seus filhos estão em segurança.

Quer implantar essas estratégias de segurança na escola? Deixe um comentário para sabermos o que você achou!

Segurança em portarias de escolas: por que usar controle de acesso

Com o aumento da violência generalizada por todo o país, as escolas também passaram a ser alvos de pessoas mal intencionadas, que entram nas instituições sem a devida permissão. Disso, surge a necessidade de se implementar com urgência medidas de segurança nas portarias das escolas.

Há algumas iniciativas para tentar solucionar esse problema, como o aumento de rondas escolares e a contratação de porteiros para melhorar o controle de acesso. No entanto, as limitações de recursos e a burocracia podem ser um impeditivo para essa ação surtir efeito em curto prazo.

Neste cenário, a tecnologia se torna uma importante aliada. Quer saber mais? Então, confira nosso post de hoje.

Tecnologia como aliada de pais e professores

Com o avanço da tecnologia, o controle de acesso pode hoje ser feito de forma mais eficaz. A aplicação de sistemas que fazem a triagem de quem está entrando e saindo das escolas tende a minimizar os problemas destacados acima.

Uma solução que tem ganhado espaço e que tem se mostrado efetiva para o controle de fluxo de pessoas em escolas, sejam elas públicas ou particulares, é o controle biométrico, via leitura de impressões digitais.

Funcionamento dos sistemas de controle de acesso

O controle de acesso, geralmente, é dividido em três partes: a autenticação, a autorização e a auditoria. Na autenticação, é feito o cadastro dos indivíduos autorizados a entrar em determinado local. Já na autorização, é feita a comparação do indivíduo que quer entrar no local com a base de dados do cadastro, autorizando ou não a entrada. Por fim, na auditoria, é feito o acompanhamento das ações praticadas pelo indivíduo dentro do local controlado.

As soluções mais avançadas de controle de acesso para escolas permitem o envio de mensagem SMS aos pais e aos responsáveis no momento da entrada do aluno na escola, fornecendo, também, um relatório em caso de falta do aluno.

Além dessa funcionalidade, esses tipos de sistemas ainda trazem uma ótima solução para os gestores das escolas, que necessitam de um controle mais eficaz da entrada e da saída de pessoas, sejam funcionários, alunos, docentes ou visitantes.

Mais segurança em portarias de escola

Geralmente, os sistemas de controle de acesso utilizam biometria ou crachá com leitura por proximidade ou por código de barras. No momento em que o aluno passa pelo sistema de catracas, os pais ou responsáveis são avisados via SMS.

Alguns sistemas também oferecem a possibilidade de acesso aos dados dos alunos via internet em tempo real utilizando um celular, sendo necessário que o  responsável pelo aluno realize o cadastro de usuário e de senha.

Para liberação de crianças pequenas ou que são transportadas por terceiros, a liberação deve ser feita por um responsável previamente cadastrado no módulo de administração da escola.

Principais benefícios do controle de acesso

  • Maior segurança para alunos, professores e funcionários;

  • Maior tranquilidade aos pais e responsáveis em relação à localização dos alunos;

  • Eliminação de chamada de alunos;

  • Auxílio na implementação da segurança pública.

Um dos sistemas de controle de acesso que existem hoje no mercado é o IKSMS, que oferece todas as características citadas acima e ainda pode ser personalizado para atender às necessidades específicas do cliente. Caso queira mais informações sobre o IKSMS, clique aqui.

E aí, gostou do nosso post? Deixe seu comentário sobre segurança em portarias de escola e contribua para solucionar esse problema!