Dia da Mulher e seu domínio na área de RH

No dia 8 de março é comemorado o Dia da Mulher, mas você sabe o motivo? Tudo começou lá na Revolução Industrial com salários abusivos e jornadas de trabalho de 15 horas. As mulheres ganhavam bem menos que os homens (algo que, infelizmente, ainda é realidade) e por causa de todos esses problemas, iniciaram protestos por toda a Europa e EUA.

O 8 de março oficializou-se como o Dia Internacional da Mulher por conta de uma manifestação ocorrida na Rússia. Mais de 90 mil operárias manifestaram-se contra o czar Nicolau II em 1917, esse protesto ficou conhecido pelo nome de Pão e Paz. Essa data só se tornou oficial em 1921.

A mulher no setor de RH

A partir de então, as mulheres continuaram a brigar por todos os seus direitos e passaram a ocupar funções que antes eram dominadas pelos homens. A área de Recursos Humanos das empresas é uma delas. De acordo com a Associação Brasileira de Recursos Humanos, 66% dos postos de trabalho no RH são ocupados por mulheres.

Mas por que elas são maioria? A resposta a essa pergunta é bem simples: as mulheres possuem diversas características naturais que fazem delas excelentes para o RH. Elas praticam a empatia, são resilientes e multitasking, ou seja, conseguem realizar diversas atividades ao mesmo tempo, possuem uma visão sistêmica e também conseguem ser muito mais flexíveis diante das mudanças.

Outro benefício das mulheres em cargos de liderança é o fato delas melhorarem o desempenho financeiro da empresa. Segundo uma pesquisa divulgada no Peterson Institute for International Economics, realizada em 91 países, as empresas que tinham mulheres nesses cargos possuem uma rentabilidade 15% maior em comparação àquelas que não possuem uma cultura de igualdade de gênero.

Todas essas características combinam também as inovações tecnológicas que podem ser usadas dentro da empresa para facilitar o trabalho de todos, inclusive do RH. É possível ter mais controle dos funcionários com menos trabalho.

Inner Rep Plus: gestão de pessoas

Essa é uma excelente ferramenta para ajudar no controle dos funcionários na empresa. Aqui temos um software e um hardware interligados para oferecer maior comodidade. Ele oferece benefícios que qualquer empresa, que deseje facilitar o controle de ponto dos empregados, precisa:

• Comodidade: com uma única bobina é possível emitir mais de 11.000 comprovantes;

• Flexibilidade: possui leitor biométrico, proximidade e código de barras dando assim uma maior opção na hora de escolher como você quer que o seu colaborador se identifique;

• Segurança: essa é uma das partes mais importantes para qualquer produto. O sistema de segurança evita que ocorram fraudes, pois apresenta assinatura digital;

• Praticidade: é de fácil operação, com uma interface bastante intuitiva e apresenta uma tela colorida e sensível ao toque.

Como você pode ver, estamos falando de um sistema completo para a sua empresa e que foi desenvolvido de acordo com as normas do Inmetro e também do Ministério do Trabalho. O seu leitor biométrico possui memória para até 10 mil digitais e consegue armazenar até 10 milhões de registros.

Nesse Dia da Mulher procure melhorias para o seu trabalho, facilite-o e encontre todas as comodidades possíveis para que a sua função seja exercida da melhor maneira possível. Entre em contato conosco e nós ajudaremos a escolher a melhor opção!

5 erros comuns em gestão de pessoas para você evitar em sua empresa

A correta gestão do capital humano é indispensável para o sucesso de um empreendimento no mercado, visto que o maior contato dos clientes com a empresa é feito por colaboradores. Para ter uma ideia mais clara,  68% dos clientes deixam de fazer negócios devido a mau atendimento, segundo pesquisa realizada pela Corporação Rockfeller.

Assim, erros de gestão de pessoas podem custar caro, influenciando diretamente no atendimento dos clientes e, consequentemente, na própria lucratividade do negócio. No post de hoje, descubra os 5 principais erros para evitar em sua empresa!

1. Falhas na comunicação interna

Muitos problemas e conflitos internos estão ligados à falta de comunicação dentro das empresas, por isso é cada vez mais comum incorporar técnicas de comunicação interna (CI) e endomarketing na estratégia das organizações.

As ferramentas de comunicação mais comuns são: mural, TV corporativa, intranet, aplicativos e redes sociais. Essas ferramentas facilitam a comunicação entre líderes e liderados, o que é essencial para o sucesso de qualquer negócio.

2. Falta de metas claras

Não estabelecer metas claras é um grande erro para qualquer empresa, pois os colaboradores precisam ser bem direcionados e, sem objetivos específicos para toda a equipe, é pouco provável que isso aconteça. 

Boas metas devem estar de acordo com o padrão SMART, sigla para Specific, Measurable, Achievable, Relevant, Time-bound. Ou seja, elas devem ser específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes (para o negócio) e temporais (com prazo bem definido). Metas, quando bem elaboradas, são decisivas para que qualquer atividade seja bem-sucedida.

3. Pouco uso de tecnologias

Muitas gestores, no ímpeto de poupar de modo imediato, deixam de investir em tecnologias que beneficiam a empresa nos processos diários e otimizam a rotina do departamento de RH, o que é outro grande erro para o negócio.

A implementação de alguns softwares de automação aumentam a produtividade e diminuem os erros de gestão de pessoas, como é o caso do ponto eletrônico. Essa ferramenta, além de beneficiar o Departamento Pessoal (DP), também agrega mais segurança a toda a empresa e equipe de trabalho, com um controle mais eficiente do capital humano.

4. Ausência de recompensas

Boas recompensas estimulam todo o time de trabalho na busca pelos objetivos organizacionais. Um grande equivoco é achar que as recompensas são sempre bonificações em dinheiro, o que não é verdade, já que existem diversas outras maneiras de recompensar seus colaboradores, como, por exemplo, uma vaga exclusiva na garagem, um dia de folga ou mesmo um bom rodízio de pizza. Quando há recompensas, por mais simples que sejam, também há mais engajamento de todos os envolvidos.

5. Falta de treinamentos

Não treinar os funcionários é desperdiçar o potencial que cada um carrega dentro de si. Somente por meio de treinamentos é possível aprimorar o time de trabalho para que possa exercer com eficiência as atividades diárias. O treinamento pode ser realizado dentro ou fora da empresa e, além disso, também pode acontecer pela internet, com vídeo-aulas — o que reduz bastante as despesas finais.

Estes são os principais erros de gestão de pessoas, mas não os únicos. Para evitá-los, é indispensável ver os colaboradores como parceiros do negócio, pessoas que colaboram para o alcance das metas e objetivos do empreendimento.

Agora que você já entende mais sobre o assunto, deixe seu comentário em nosso post e compartilhe conosco suas experiências, opiniões e dúvidas!