Quais as próximas fases do esocial em 2019

O Governo Federal decidiu criar uma forma de unificar as informações em um único local para facilitar o controle sobre o cumprimento da legislação trabalhista por parte dos empregadores. Por isso, criou o eSocial, um tipo de Sistema Público de Escrituração Digital voltado para a área trabalhista. Nesse local, é possível encontrar informações a respeito do DIRF, CAGED, RAIS e outras.

É também por meio do eSocial que ocorrem várias comunicações importantes para o sistema. Por exemplo, a comunicação de dispensa, a comunicação de acidente de trabalho, o quadro de horário de trabalho, entre outras.
Para que todos os empregadores tenham tempo de se adaptar a esse sistema, assim como os escritórios de contabilidade, Tudo está sendo feito de forma gradual e por fases. Por isso, vamos ver quais são as fases do eSocial que estão programadas para ocorrer em 2019.

Fases do eSocial para 2019

As fases são realizadas de acordo com o tipo da empresa e o faturamento de cada uma. Portanto, veja se a sua se enquadra nas classificações abaixo.

Grupo 1: grandes empresas com faturamento anual maior que R$ 78 milhões

Se você faz parte desse grupo, precisa enviar, a partir de julho de 2019, todas as informações e dados sobre segurança e saúde do trabalhador. Isso quer dizer que precisa enviar os exames que realizou em todos os funcionários da sua empresa e documentação relacionada. Essas empresas já estão na fase 6.

Grupo 2: empresas que faturam menos que R$ 78 milhões dos regimes Lucro Real e Lucro Presumido

Para aqueles que fazem parte desse grupo, entram na fase 3 e vão até a fase 5 do eSocial em 2019. São elas:

• Fase 3: enviar a folha de pagamento a partir de 10 de janeiro de 2019;

• Fase 4: substituir a GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e de informações à Previdência Social) para realizar o recolhimento das contribuições previdenciárias a partir de abril de 2019;

• Fase 5: substituir a GFIP para realizar o recolhimento do FGTS a partir de janeiro de 2019.

Fique atento, pois em janeiro de 2020 a sua empresa já entra na fase 6 e deve ser enviado todos os dados sobre saúde e segurança do trabalhador.

Grupo 3: empresas do Simples, empregador PF, produtor rural PF, MEI, sindicatos, condomínios, associações e entidades sem fins lucrativos

Para quem faz parte desse grupo, ainda vão entrar no eSocial e isso será feito agora em 2019. Portanto, fiquem atentos:

• Fase 1: cadastrar o empregador e tabelas a partir de 10 de janeiro de 2019;

• Fase 2: cadastrar todos os dados dos trabalhadores e os vínculos deles com a empresa a partir de 10 de abril de 2019;

• Fase 3: a partir do dia 10 de julho, deve enviar a folha de pagamento;

• Fase 4: a partir de outubro, deve-se realizar a substituição da GFIP para que ocorram o recolhimento das contribuições previdenciárias;

• Fase 5: também a partir de outubro deve ocorrer a substituição da GFIP para o recolhimento do FGTS.

Grupo 4: órgãos públicos e organizações internacionais

• Fase 1: deve ser realizado o cadastro dos empregadores a partir de 10 de janeiro de 2019;

• Fase 2: ocorrerá em 2020;

• Fase 3: a partir de 10 de julho de 2019 deve ser enviada a folha de pagamento.

As próximas fases ocorrerão apenas em 2020 e 2021, portanto, para este ano, você deverá se preocupar com as fases 1 e 3.

Para que todos esses dados sejam informados da maneira correta, é preciso que eles estejam devidamente organizados, o que pode ser algo muito difícil em uma empresa, especialmente uma que tenha muitos funcionários e departamentos. Por isso, contar com a tecnologia nesse momento é essencial. Por exemplo, utilizar um controle de ponto com um software onde as informações fiquem registradas ajuda e muito.

Assim, para as próximas fases do eSocial em 2019 você pode fazer uso dessas ferramentas. Quer saber mais sobre elas e como podem ajudá-lo? Então, veja mais informações sobre o nosso Relógio de Ponto e sobre o nosso Software IKPonto REP!