A importância das catracas em condomínios residenciais

A segurança é algo que está cada vez mais difícil de conquistar na atualidade, especialmente nas grandes capitais. Uma pesquisa realizada em 2016 mostra que o número de assaltos no Brasil é o dobro da média mundial. Sendo assim, colocar catracas em condomínios residenciais se faz mais do que necessário. Isso evita que desconhecidos tenham acesso às casas dos moradores.

Além da segurança, outra vantagem é a organização que um sistema de catracas proporciona. É possível cadastrar todos os moradores e assim ter um maior controle sobre quem ainda está morando no condomínio, quem não está mais, quem são os novos moradores e assim por diante.

Veja mais sobre esse assunto e a grande importância de instalar esse tipo de equipamento nos condomínios residenciais.

O que é uma catraca biométrica?

A biometria é uma tecnologia que consegue identificar as pessoas por características únicas como a impressão digital (mais utilizada), a íris dos olhos, entre outras. Por conta disso, é considerada uma das formas mais seguras de identificação. Tanto é assim que, essa técnica é utilizada também em investigações criminais.

Como funciona o controle de acesso por meio da catraca biométrica?

O responsável pelo sistema deverá cadastrar todas as digitais dos moradores e pode também cadastrar os visitantes que são mais frequentes. Assim, quando alguém parente ou amigo mais próximo for fazer uma visita, não há a necessidade de avisar ao morador e manter a pessoa do lado de fora até obter uma resposta.

Dessa forma, é possível, por exemplo, montar um relatório com as entradas e saídas dos moradores, saber em quais horários eles costumam ter acesso ao local e quais são as pessoas me mais visitam. Essas informações são muito importantes, pois ajuda a identificar algum problema no caso de um comportamento fora do padrão.

Por que utilizar catracas em condomínios residenciais?

Como dissemos no início deste post, entre os maiores benefícios na utilização das catracas é a questão da segurança, não só dos moradores, mas também de todos os colaboradores. A questão da organização sobre as informações dos moradores e visitantes também é um ponto positivo.

Outro bom motivo para instalar uma catraca biométrica no condomínio é que ela consegue evitar a formação de filas, especialmente nos horários de pico. Não é necessário que o responsável pela portaria tenha que identificar cada um dos moradores. Com a catraca fica muito mais simples liberar o acesso e evitar assim maiores transtornos.

Quer melhorar a organização da administração do condomínio? Essa é outra vantagem que a identificação biométrica pode oferecer. Você pode instalar catracas em locais específicos para liberar apenas a entrada de pessoas autorizadas. Dessa forma, uma série de complicações pode ser evitada e o trabalho dos colaboradores fica mais fácil de ser realizado.

O uso de catracas em condomínios residenciais é uma ótima forma de agregar valor ao local, pois assim é possível proporcionar aos moradores uma maior tranquilidade devido à sensação de segurança. Escolha qual é o melhor tipo de catraca para as necessidades do seu condomínio.

Quer conhecer boas soluções de catraca para o seu condomínio? Então, acesse o nosso site e veja qual se encaixa melhor nas suas necessidades!

Site InfoKings

Como seria o Mundo sem Catracas

Já conseguiu imaginar como seria se as empresas não usassem catracas? A falta de segurança que isso traz, prejudica não só os empresários como também todas as pessoas que estão dentro de um determinado ambiente, tornando-se vulneráveis. Além disso, também teria o problema da falta de controle: como descobrir, por exemplo, se um funcionário chegou atrasado?

São muitos os problemas que a falta de catracas no ambiente corporativo pode gerar e a sua empresa pode se transformar em um verdadeiro caos sem elas, inclusive gerando prejuízos financeiros.

Vejamos abaixo qual a importância da catraca nos mais diversos ambientes e como o uso dela é interessante por vários motivos!

Aumenta a segurança

Atualmente, a segurança é um dos maiores motivos para que as pessoas passem a usar catracas em suas empresas. Elas controlam principalmente a entrada de pessoas indevidas já que apenas quem está autorizado pode fazer isso. A entrada pode ser autorizada por uma senha, uso de cartões magnéticos ou mesmo por digital. Assim, é mais fácil de evitar assaltos e demais problemas do tipo que possam acontecer.

Além disso, é uma ótima forma de segurança também nas escolas. Quando algum aluno sair sem autorização e sem um responsável é possível identificar a pessoa e assim, tomar as providências necessárias.

Melhora a organização

Para uma empresa com poucos funcionários, a questão da organização no início da jornada de trabalho pode não ser o maior dos problemas, mas certamente é preocupante para uma que tenha um número significativos de empregados. Permitir que todos entrem de uma única vez, pode transformar a entrada do local em um verdadeiro caos, podendo provocar, inclusive lesões físicas.

A catraca obriga os empregados a acessarem o local de trabalho de maneira mais organizada, formando uma fila e permitindo que apenas uma pessoa passe por vez na catraca.

Ajuda no trabalho em diversos setores

Ter o controle de quantas pessoas entram por dia no seu estabelecimento, especialmente os funcionários, é de grande importância tanto para o setor de RH.

No RH, os profissionais que ali trabalham precisam analisar a frequência e a assiduidade dos funcionários. Identificar algum possível problema que possa estar acontecendo ao verificar os atrasos constantes do empregado para dar entrada no local. É possível usar esse fator para avaliar a produtividade em determinados pontos da empresa.

A tecnologia é, sem dúvidas, uma importante aliada das empresas e ela pode participar dos mais diversos momentos e processos. Passar a usar uma catraca e adquirir todos os benefícios do equipamento não é um gasto, mas sim um investimento com retorno em curto, médio e longo prazo.

projeto de acesso

Está pensando na possibilidade de investir em uma catraca para sua empresa? Veja os nossos produtos e descubra como podemos ajudá-lo!

Como Economizar com Troca de Equipamento

Estamos na era da tecnologia e, se queremos nos manter competitivos no mercado, precisamos acompanhar as mudanças e inovações digitais de perto. Portanto, fazer a troca de equipamento por um mais novo e moderno é uma ótima escolha para o desempenho de sua empresa.

Talvez você acredite que os gastos com tecnologia sejam elevados e até mesmo desnecessários. Afinal de contas, o equipamento que está em uso na empresa ainda está funcionando. O problema é que, provavelmente, ele está dando mais gastos que o normal com manutenções e trocas de peças que já estão desgastadas e não funcionam mais.

Um problema no controle de ponto dos funcionários pode se tornar um grande contratempo para a empresa, não só pela dificuldade em gerir os processos, mas pelos custos que isso pode acarretar. Por exemplo, fica mais difícil saber se um funcionário chegou muito tempo depois ou se tem alguém que saiu 1 hora após o expediente, podendo vir a cobrar hora extra.

Como identificar a hora de trocar?

É normal que um aparelho eletrônico dê defeito uma vez ou outra, digamos, bem raramente, mas se isso está acontecendo com certeza frequência, talvez seja o momento de utilizar um modelo novo. Além disso, existem algumas peças que, inevitavelmente se desgastam com o passar do tempo. Por exemplo, teclados de borracha podem ficar inutilizáveis e precisam ser trocados com maior frequência.

Não é apenas por um defeito no equipamento que ele precisa ser trocado. Pode ser que ele não atenda mais às necessidades do seu negócio, ou seja, o seu empreendimento cresceu e precisa agora de um novo suporte tecnológico que sustente essa expansão.

Por exemplo, você já sente a necessidade de contratar mais 30 funcionários, porém, o seu relógio de ponto não irá sustentar essa quantidade extra de colaboradores. Usar formas de acesso diversas para eles não é uma boa opção, especialmente se quiser ter o controle da movimentação dentro do estabelecimento de uma forma mais fácil e sem complicações.

Quais recursos devo levar em conta na troca de equipamento?

É claro que você não deseja, simplesmente, trocar seis por meia-dúzia não é mesmo? Então, precisa primeiro conhecer os recursos que esse novo equipamento pode te oferecer. O primeiro ponto é verificar se o equipamento possui o selo do Inmetro, isso oferece maior segurança no momento da compra.

Opte por um equipamento que te ofereça maior flexibilidade. Por exemplo, a marcação dos colaboradores pode ser por código de barras, teclado touch screen ou então por biometria. O ideal é que os comandos sejam intuitivos, até mesmo para facilitar a configuração do programa. Ele deve ter uma grande capacidade de oferecer relatórios completos e também de emitir comprovantes.

Suportar uma grande quantidade de cadastros de funcionários também é uma vantagem que deve ser analisada no momento da escolha. E, acima de qualquer coisa, no momento de fazer a troca do equipamento, tenha a certeza de que ele oferece total segurança dos dados.

REP

Além de fazer a troca de equipamento, há outras formas de economizar no seu negócio, reduzindo os custos e aumentando as receitas. Quer descobrir quais são? Então baixe o nosso ebook!

3 tipos de controle de acesso ideais para a sua empresa

Além de aumentar a segurança do local, ter um controle de acesso na empresa ajuda também a saber quem entrou e saiu do ambiente e a que horas isso aconteceu. Esse controle pode ser feito de forma manual ou eletrônica, sendo esta a mais segura e prática para qualquer tipo de empreendimento.

Por que é importante ter um controle de acesso?

Há diversas vantagens em instalar um controle de acesso na sua empresa. Veja abaixo quais são!

Tranquilidade

O controle de acesso consegue melhorar a gestão de funcionários da sua empresa. Fica muito mais fácil saber quais foram em determinado dia e quais faltaram, quais chegaram atrasados e quanto foi esse tempo. Ter todos esses dados em mãos é essencial para calcular, por exemplo, o pagamento de horas extras e evitar problemas na justiça.

Segurança

Nós sabemos o quanto é importante investir na segurança do nosso empreendimento e também nas pessoas que trabalham nele. Segundo alguns dados de 2016, as taxas de assalto no nosso país é o dobro da média mundial. Assim, quanto mais segurança você puder oferecer ao seu negócio, melhor.

Com o controle de acesso, você pode permitir a entrada apenas de pessoas cadastradas e conhecidas. Evita-se assim a presença de pessoas de má fé dentro do ambiente.

Controle de fluxo

O controle de acesso permite que a empresa saiba quantas pessoas entraram no local naquele dia e quantas saíram. Evita-se, por exemplo, que o local seja fechado com alguém ainda nele, entre outros transtornos que podem acontecer no dia a dia da empresa. Quanto maior o controle sobre o seu negócio, melhores serão os resultados obtidos.

Quais os principais tipos de controle de acesso?

Agora que você já sabe a importância de ter um controle de acesso na sua empresa, está na hora de descobrir qual é a melhor opção para ela. Veja abaixo algumas que podem ajudá-lo!

Catracas

As catracas podem ser utilizadas para acesso de pessoal autorizado por meio de cartões ou por biometria. Ela pode ser usada em empresas de diversos nichos ou mesmo em eventos, como por exemplo, no Estádio Nilton Santos (Engenhão) em que instalamos as catracas para acesso dos torcedores. Você pode integrar o equipamento a um software no qual todos os dados ficam cadastrados no final de um período.

Porta eletrônica

Outro tipo de controle de acesso ainda mais seguro. Aqui, as portas do ambiente só abrem após a identificação da pessoa que pode ser por meio de uma senha, biometria ou mesmo um cartão magnético. Pode ser utilizado nos mais variados tipos de porta.

Cancela

Provavelmente você já passou por uma dessas milhares de vezes na sua vida, especialmente quando precisa entrar no estacionamento do shopping ou por algum pedágio. A cancela é bastante prática, reduz a espera das pessoas e evita a formação de filas. Pode ser utilizada, por exemplo, na área de estacionamento da sua empresa sendo liberadas com o uso de cartão magnético, código de barras entre outros recursos.

Como melhorar o controle de acesso?

Quer deixar o controle de acesso do seu estabelecimento ainda melhor? Alie a máquina a algum tipo de software no qual seja possível ver relatórios de todas as entradas e saídas e a que horas isso aconteceu. Você pode registrar os seus funcionários e saber quando cada um deles chegou, se alguém faltou ao serviço naquele dia, entre outros dados que podem ajudar muito no funcionamento da empresa.

projeto de acesso

Não sabe onde encontrar as soluções para o controle de acesso na empresa? Então conheça os nossos serviços e produtos!

3 estratégias de segurança fundamentais para implantar em escolas

Na hora de escolher uma nova escola para seus filhos, uma das principais preocupações dos pais é a garantia de que eles estarão em um local seguro. Por isso, investir em estratégias de segurança deixou de ser considerado um luxo há bastante tempo. 

A criança e o adolescente não precisam – e nem podem – ficar trancados, viver em meio a grades e cadeados. Mas é cada vez mais necessário ficar atento ao que foge da rotina escolar, para que assim seja possível garantir a segurança dos alunos.

O mercado tem apresentado uma série de soluções inovadoras para atender a essa necessidade dos pais e dos donos de escolas. Por isso, este artigo irá mostrar 3 estratégias de segurança fundamentais para implantar na escola.

Câmeras de segurança

As câmeras de segurança são uma medida que ainda encontra dificuldades em se estabelecer. Muitos acham que é uma invasão de privacidade, porém no ambiente escolar ela é essencial, pois são vários alunos de diferentes meios convivendo juntos.

As câmeras podem ser instaladas nos pátios escolares, onde há uma grande movimentação dos estudantes e, consequentemente, uma mistura de períodos também. Mas nem todas as escolas, claro, misturam os alunos mais velhos e os mais novos no recreio.

É importante que todas as câmeras fiquem expostas e que os alunos, pais e funcionários estejam cientes do uso das câmeras.

Guardas vigilantes

Os guardas vigilantes podem ajudar nos períodos de maior movimentação. Pense no guarda como um auxiliar na hora da liberação dos estudantes. É ele quem irá entregar seus filhos sãos e salvos, diretamente em suas mãos. Ele também pode ajudar a conter alguma confusão no final das aulas, pois é uma das horas em que os estudantes ficam mais agitados.

Além disso, entre os guardas vigilantes pode ser feito um sistema de ronda, de forma que um deles transite regularmente por corredores e áreas externas da escola.

Identificação de funcionários e estudantes

Em escolas maiores, o fluxo é contínuo, pessoas vêm e vão de todos os recintos do local. Dessa forma, é preciso pensar em um sistema de controle e identificação dos funcionários e estudantes.

Existem os sistemas tradicionais de controle, como o uso de crachá, carteirinha ou cartões. Entretanto, um sistema integrado de controle de acesso escolar biométrico é menos suscetível a falhas, oferecendo maior segurança. É de extrema importância que a instituição tenha total conhecimento sobre a movimentação das pessoas. 

Se você ainda tem dúvidas ou inseguranças sobre essas medidas, é interessante procurar um especialista no assunto. Ele pode te ajudar com a análise da escola e tirar suas dúvidas. Profissionais capacitados devem te auxiliar a entender os benéficos da implementação dessas medidas em qualquer instituição.

Nossas estratégias de segurança são dicas preventivas, que podem ser utilizadas em qualquer estabelecimento de ensino. Mantenha um diálogo aberto sobre elas, modifique-as se preciso. Mas lembre-se que elas são um benefício e menos uma preocupação, tanto da instituição, quanto dos pais, que sabem que seus filhos estão em segurança.

Quer implantar essas estratégias de segurança na escola? Deixe um comentário para sabermos o que você achou!

5 falhas de segurança comuns em escolas e instituições privadas

Quando o assunto é segurança, os espaços de convivência fechados e com um grande número de pessoas devem receber atenção redobrada. Nessa situação, podem servir de exemplo as escolas e instituições privadas que, por envolverem públicos de diferentes faixas etárias, necessitam de recursos variados para garantir a proteção e o bem-estar de todos. Hoje, mais do que informar e conscientizar o público sobre atitudes preventivas, esses espaços devem buscar aliar as táticas de controle e cuidado com a tecnologia eficiente dos sistemas. 

Conheça agora as 5 principais falhas de segurança em escolas e instituições privadas e saiba como evitá-las!

1. Falta de barreiras físicas

Embora boa parte das atividades de escolas e demais instituições sejam realizadas dentro de salas fechadas, é comum que as pausas para descanso aconteçam preferencialmente em áreas abertas. Como exemplo, temos o intervalo e os momentos de interação que ocorrem nos pátios, jardins e corredores de acesso e circulação.

Nesse sentido, uma edificação, por si só, não é barreira suficiente para proteger o público do exterior, fato que torna necessária a instalação de cercas, grades ou muros no entorno das construções. O ideal é que sejam feitos com material resistente e possuam altura suficiente para evitar o acesso de pessoas não autorizadas.

2. Falta de vigilantes capacitados

Especialmente em escolas, o público é pouco preparado para identificar pessoas e atitudes suspeitas. Nesse caso, a presença de vigilantes capacitados é fundamental para garantir que todos realizem suas atividades com segurança dentro da instituição. Além de observar a movimentação diariamente, esses profissionais são preparados para controlar o acesso do público externo aos espaços internos.

3. Inexistência de sistemas de segurança

A tecnologia é um recurso bastante presente na nossa sociedade, e hoje desempenha um papel importante na segurança de diversos estabelecimentos. Por meio de softwares e sistemas completos, é possível observar, controlar e obter informações precisas de cada atividade realizada em um determinado espaço.

Ainda assim, muitas instituições sequer dispõem desses recursos em suas instalações, o que faz com que deixem de oferecer garantias extras para a proteção do público. A boa notícia é que, hoje, já existem empresas especializadas na criação e instalação de sistemas e equipamentos para todo tipo de organização, inclusive para a segurança em escolas e instituições privadas. 

4. Ausência de saídas de emergência

Em uma situação de perigo dentro da escola ou instituição, a primeira atitude tomada é a procura por áreas externas. Acontece que, em agrupamentos muito grandes, as pessoas acabam se perdendo no meio das outras e muitas não encontram a saída correta. Para evitar esse problema, todo espaço fechado precisa dispor de saídas de emergência com sinalização visível. A locação dessas áreas de escape deve ser feita com base em um estudo e projeto especiais para o local.

5. Ausência de extintores

Ambientes internos se tornam altamente perigosos para a vida em uma situação de incêndio. Para esses casos, a proteção das pessoas e a redução dos possíveis danos podem ser maiores com a existência de equipamentos adequados para o controle do fogo. Hoje, alguns locais ainda não se preocupam em manter extintores de incêndio suficientes nas áreas de convívio. Quando possuem, muitos deles estão com o conteúdo vencido, ou seja, não têm utilidade alguma. 

Para evitar esse problema, os responsáveis devem verificar com frequência a validade do produto, que costuma ser descrita no selo do Inmetro junto ao extintor. Ainda assim, cada região possui normas próprias para o uso e instalação desse tipo de equipamento, portanto, o ideal é contar com a ajuda do corpo de bombeiros local para orientar e verificar a qualidade dos produtos.

Mesmo sendo pouco discutida no dia a dia, a segurança em escolas e instituições privadas deve ser um tema de estudo frequente por todos aqueles que se preocupam em garantir um ambiente de convívio mais tranquilo e saudável.


Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário no post!

5 vantagens para os pais do controle eletrônico de frequência escolar

Provavelmente, você faz uma pesquisa e visita alguns colégios antes de matricular os seus filhos naquele que mais atende as suas necessidades. Ao optar por uma instituição de ensino que tenha controle eletrônico de frequência escolar, você está fazendo um grande investimento tanto para a sua comodidade quanto para a segurança do seu filho.

Se a tecnologia trabalha a favor dos pais, por que não usar esses serviços para acompanhar a frequência dos filhos e ficar por dentro de todo o andamento escolar das crianças e adolescentes?

No post de hoje, apresentamos 5 das grandes vantagens de escolher uma escola que conte com o sistema de catracas eletrônicas para benefício dos responsáveis e dos estudantes.

1. Tranquilidade ao saber que seu filho está na escola

Uma das maiores preocupações dos pais e responsáveis é o fato de não ter ideia se a criança ou adolescente está mesmo dentro da escola. Como não é possível estar com eles em tempo integral, o controle eletrônico de frequência escolar dá aos adultos a certeza de que eles estão lá.

Para saber que se o seu filho está indo à escola e se ele entrou na instituição de ensino, os pais ou responsáveis recebem uma mensagem de texto sempre que o estudante passar pela catraca, seja na entrada ou na saída. Essa funcionalidade agrada bastante os responsáveis que se sentem mais tranquilos.

2. Melhor acompanhamento da frequência do seu filho

Mesmo que os pais ou responsáveis confiem na criança ou no adolescente, é difícil saber como é o comportamento deles dentro da instituição, na presença dos amigos e colegas de classe. Quando estão juntos, muitos estudantes costumam matar aulas e nem mesmo entrar nas escolas.

Por meio do sistema de catracas e do controle eletrônico de frequência escolar, os adultos poderão acompanhar o comparecimento dos filhos no colégio, verificando, inclusive, um relatório periódico emitido online com os dias e com os horários que o aluno entrou na escola.

3. Maior segurança para os responsáveis e estudantes

Quem frequenta a escola do seu filho? Quais são as pessoas que têm acesso às dependências do colégio? Com quem as crianças e adolescentes têm contato enquanto estão estudando? Infelizmente, os responsáveis não têm uma resposta para essas e outras perguntas referentes à segurança.

Entre as diversas dicas para tornar a escola mais segura, essa é uma das que traz mais proteção. Contando com o controle de acesso, você terá a certeza de que somente pessoas autorizadas (alunos, professores e funcionários) terão acesso ao colégio e que seus filhos estarão protegidos.

4. Controle eletrônico na frequência escolar como garantia de aprovação do aluno

Existem diversos motivos pelos quais é necessário investir no controle de acesso nas escolas, entre eles, o fato de que a maioria das escolas exige, no mínimo, 75% de comparecimento nas aulas para que o aluno seja aprovado no final do curso. Isso é requisito obrigatório.

Portanto, ao escolher um colégio que ofereça esse benefício aos matriculados, os pais podem ter um controle maior sobre as faltas de seus filhos, regulando com maior precisão os dias que eles tiveram que faltar e sabendo que a aprovação da criança ou do adolescente é certa.

IKAcesso Escola – Conheça o software de controle de acesso para instituições de ensino!

5. Pontualidade nas aulas

Ensinar os filhos a serem pontuais é dever dos pais desde a pré-escola. Estar no horário certo (ou até 15 minutos antes) dentro da escola evita a interrupção das aulas, o desvio da atenção dos outros alunos e ensina a criança ou o adolescente a ter responsabilidade com os compromissos.

O controle eletrônico de frequência escolar permite que os pais verifiquem os horários em que as crianças entraram e soluciona eventuais problemas de pontualidade do aluno. Isso faz parte das regras e respeitar as normas da instituição de ensino é dever de cada estudante.

Essas são apenas algumas das vantagens do controle eletrônico de frequência escolar. Existem muitas outras e elas só acrescentam para o bem-estar do aluno e dos seus responsáveis.

Portanto, recomende o uso do sistema inteligente de catraca para o colégio do seu filho ou busque uma escola que ofereça esse benefício, afinal, tranquilidade e segurança não têm preço.

Se você tem algo que possa acrescentar a esse post, conta pra gente no espaço para comentários.

3 erros ao controlar o acesso escolar que você não pode cometer

A segurança é um dos principais fatores que são analisados pelos pais na hora de escolher uma escola para seus filhos. Por esse motivo, a maioria das instituições de ensino apresenta uma norma interna rígida quanto à contratação de funcionários e dos prestadores de serviços terceirizados, mas falham no controle do acesso escolar de visitantes, por exemplo.

Pensando nisso, listamos 3 dos principais erros que uma instituição pode cometer ao controlar o acesso escolar. Fique atento!

1. Não controlar o acesso escolar

Fornecedores de materiais, visitantes, estudantes ou qualquer pessoa que entre em uma escola deve ser devidamente registrada, assegurando a rotina de estudos das crianças ou dos adolescentes.

A utilização de controladores de acesso pode auxiliar de forma crucial a suprir esta necessidade das escolas, pois, através dele, é possível automatizar, por exemplo, o sistema de chamada, em que o aluno marca sua presença por meio do escaneamento biométrico de sua digital.

Este tipo de controle permitiu uma redução de 85% da taxa de faltas na escola Roberto Mauro Santini em Praia Grande (São Paulo).

IKAcesso Escola – Conheça o software de controle de acesso para instituições de ensino!

2. Permitir a livre circulação de pessoas

O sistema de liberação biométrica pode ser adotado para controle de frequência de funcionários e de alunos, para o controle de acesso a áreas específicas onde a circulação deve ser restrita, como a cozinha e salas de documentos, entre outros, além de oferecer segurança à própria escola, pois qualquer coisa que aconteça dentro do estabelecimento educacional é de responsabilidade da escola.

Atualmente, existem equipamentos que trabalham de forma integrada e que podem além de controlar a frequência, emitir relatórios específicos, como o tempo de permanência de um visitante, a fotografia dele, quem acessou uma área restrita e a que horas, quem passou e quantos foram em um determinado período de tempo e controle de reentrada de alunos, sendo tudo isso emitido em formato de relatórios estatísticos.

3. Utilizar sistemas tradicionais

Muitas escolas fazem este controle por meio de sistemas tradicionais, como a utilização de carimbos, de carteirinhas ou de marcação manual. Existem algumas desvantagens nestes sistemas, como: a perda, o esquecimento ou o dano do cartão de controle, a pouca resistência à umidade, o que pode borrar o carimbo ou a foto na carteirinha que podem ser facilmente copiadas, entre outros fatores que podem interferir nestes tipos de sistema de controle, além de desprender um trabalho muito grande para a sua análise e para o controle.

Estes sistemas tradicionais funcionam? Sim, mas, caso ocorra alguma das problemáticas citadas acima, sua eficiência será drasticamente reduzida, ocasionando incidentes desagradáveis.

Então, vamos agregar valor à sua instituição?

Ao utilizar um sistema integrado de controle de acesso escolar biométrico em seu estabelecimento de ensino, você está agregando valor ao seu serviço, oferecendo controle maior sobre as questões de segurança, passando credibilidade aos pais e, também aos funcionários da escola, além de possibilitar a redução de custos com materiais utilizados em sistemas tradicionais de controle de acesso, que são mais trabalhosos e manos eficazes.

Se interessou pelo assunto de acesso escolar e gostaria de saber mais? Clique aqui e baixe o e-book: Problemas com frequência escolar?, e tenha acesso a mais conteúdos relacionados ao controle de entrada e saída de alunos, à legislação, a um panorama geral sobre a crise e sobre as escolas, além de outras dicas de segurança.

Nossos Produtos

6 tendências tecnológicas que irão mudar a administração escolar

A tecnologia tomou conta de todos os setores da sociedade — e claro — não deixou de fora a educação. Desde o nível básico até as universidades, a maior parte dos alunos utiliza a internet, os computadores e os dispositivos móveis para estudar, fazer pesquisas e, até mesmo, anotações dentro da sala de aula. Assim, o modelo antigo de educação, junto com os livros impressos e os cadernos, está sendo deixado, cada dia mais, para escanteio.

Para acompanhar essas novas demandas e manter a competitividade da sua instituição de ensino no mercado, é fundamental que você conheça as tendências que prometem mudar — em um futuro muito próximo — a administração escolar.

Ficou curioso para saber que tendências são essas? Então, continue a leitura do nosso artigo e prepare-se para modernizar a sua escola!

Lousas digitais e interativas

As lousas digitais e interativas estão chegando com força total e se popularizando no mundo inteiro. É bem provável que, em pouco tempo, elas substituam — de uma vez por todas — as lousas tradicionais.

Elas se parecem muito com uma grande tela de computador, porém permitem a navegação na internet, a simulação de imagens em terceira dimensão, a montagem de jogos instrutivos e a utilização de outros recursos importantes para uma moderna sala de aula.

Além disso, elas são sensíveis ao toque, o que possibilita a interação dos professores e dos alunos com a tela e com os seus recursos.

Gamificação

A gamificação vem sendo cada vez mais incorporada nas escolas, tornando-se uma nova tendência para modernas instituições de ensino de todo o mundo.

Essa prática consiste em utilizar a tecnologia e os jogos durante as aulas, a fim de aumentar o aprendizado dos alunos. A gamificação deixa as aulas mais interativas e interessantes, ajudando a prender a atenção dos estudantes e tornando-os mais motivados e participativos, o que facilita a propagação do conhecimento.

Assim, nos próximos anos, é bem provável que a maior parte das escolas utilizem essa técnica como parte dos seus recursos de aprendizagem.

Plataformas de comunicação

As plataformas eletrônicas de comunicação entre pais, professores e alunos são outra grande tendência para as escolas nos próximos anos. Essas plataformas tornam a comunicação mais rápida, prática e eficiente, estreitando os laços entre a escola e os demais envolvidos na educação.

Além disso, esse tipo de ferramenta permite que os pais se comuniquem com os professores de seus filhos de qualquer local, evitando que eles tenham que se deslocar do seu trabalho ou de sua casa, o que facilita — e muito — o dia a dia.

Dispositivos móveis

Atualmente, os dispositivos móveis fazem parte da rotina da maioria das pessoas, sendo utilizados para realizar diversas tarefas do cotidiano. Assim, uma forte tendência para a educação é que os celulares e os tablets sejam incorporados nas escolas, passando a ser uma peça fundamental das aulas.

Esses dispositivos fornecem acesso instantâneo ao conhecimento, podendo ser utilizados na leitura de artigos digitais e na pesquisa acadêmica, deixando as aulas mais dinâmicas e agradáveis. Isso sem falar no controle de acesso da instituição escolar.

IKAcesso Escola – Conheça o software de controle de acesso para instituições de ensino!

Ensino híbrido

Essa modalidade de ensino mistura o aprendizado offline — realizado em sala de aula e baseado na interação entre os alunos e os professores — com o aprendizado online, realizado em plataformas digitais de estudo.

O ensino híbrido permite a personalização da educação, atendendo às necessidades individuais de cada estudante, facilitando a retenção do conhecimento e o interesse dos estudantes.

Laboratórios móveis

A tecnologia permitiu a construção de laboratórios que podem ser acessados por meio de dispositivos móveis, como os celulares e os tablets, de dentro da própria sala de aula ou da casa do estudante.

A tendência é que esse tipo de tecnologia passe a ser largamente utilizado nos próximos cinco anos, tornando as aulas práticas ainda mais atraentes.

Viu só como a tecnologia está dominando as salas de aula? Agora, você já está mais preparado para começar a implementar essas tecnologias na sua empresa!

Gostou dessas novas tendências do mercado da educação? Então, assine a newsletter para receber nossas dicas!

5 tecnologias que facilitam a gestão escolar

Atualmente, escolas e tecnologia andam lado a lado. Não apenas na utilização de recursos de vídeo, informática e comunicação nas salas de aula, mas também na própria gestão escolar. Cada vez mais, surgem opções para diretores e gestores de escolas que precisam informatizar diversos processos, desde o controle de frequência e acesso até notificações e comunicados para os pais.

Por outro lado, quando falamos em inovação, as possibilidades são quase infinitas e pode ficar difícil definir quais serão utilizadas. Por isso, este post vai apresentar as tecnologias que já estão disponíveis, testadas e aprovadas para o uso na gestão escolar.

Confira.

1. Controle de acesso e de frequência escolar

O sistema de controle de acesso tem o objetivo de monitorar a entrada e a saída de pessoas, proporcionando maior segurança, proteção ao patrimônio e, inclusive, maior controle da frequência e presença dos alunos.

Afinal, é possível dizer quais alunos acessaram ou não a escola em uma determinada data. Atualmente, já existem sistemas desenvolvidos especificamente para este fim.

IKAcesso Escola – Conheça o software de controle de acesso para instituições de ensino!

2. Controle de ponto

Para instituições pequenas que não pretendem investir tão cedo em sistemas mais avançados de controle de acesso, os relógios de ponto homologados pelo Inmetro podem ser a solução. Eles garantem o monitoramento de entrada e saída dos colaboradores, fornecendo informações detalhadas para o controle de ponto.

Essas questões são fundamentais para garantir o cumprimento das leis trabalhistas, além de evitar cálculos errados nos pagamentos de salários, impostos e FGTS.

3. Portais de conteúdo e sistemas de gestão escolar

Os pais frequentemente se preocupam em ter acesso às atividades escolares dos filhos, acompanhando sua evolução e podendo auxiliar no que for necessário. Isso é facilitado através de portais de conteúdo automatizados, que podem ser acessados pela internet.

Alguns serviços que oferecem esse tipo de recurso também incluem funcionalidades que englobam toda a gestão escolar, como é o caso do Sophia. Outros exemplos são os sistemas Galileu, Sponte e F10.

4. Envio de SMS e notificações

Hoje, há aplicativos que informam à escola quando os pais ou responsáveis estão chegando para buscar o aluno. Isso aumenta ainda mais a segurança, já que não há necessidade de manter o acesso ao local aberto tempo todo, além de facilitar o controle de entrada e saída.

Os aplicativos também servem para informar aos pais sobre a localização dos filhos, funcionando como uma via de mão dupla.

IKAcesso Escola – Conheça o software de controle de acesso para instituições de ensino!

5. E-mail marketing e pesquisa

As ferramentas que automatizam o envio de e-mails, como Mailchimp, AWeber e GetResponse são excelentes para manter uma comunicação constante com os pais dos alunos e, consequentemente, diminuir a evasão de clientes. A escola pode informar sobre questões pedagógicas e buscar estreitar o relacionamento, fortalecendo a comunidade em torno da instituição.

Outra tática interessante é utilizar os e-mails para enviar pesquisas algumas vezes ao ano, através de ferramentas como Google Forms e Typeform. Conhecer a opinião dos pais, fornecedores e parceiros da escola é imprescindível para garantir a satisfação de todos em médio e longo prazo.

Sem dúvida, a tecnologia está levando a gestão escolar a um novo nível. Cada vez mais, a comunidade escolar percebe que as instituições de ensino são, antes de mais nada, empresas que devem ser gerenciadas de forma profissional e otimizada. Contar com o uso da tecnologia facilita essa evolução, contribuindo para o dia a dia dos alunos, pais, professores e demais colaboradores como um todo.

Sua instituição já utiliza algum tipo de tecnologia para gestão escolar? Conte para a gente nos comentários.