Saiba como evitar a briga de vizinhos e acabar com conflitos!

Brigas são conflitos que comprometem o bem-estar de todos, principalmente quando ocorrem entre vizinhos. Viver em conjunto continua sendo um grande desafio, no entanto, contornar briga de vizinhos no condomínio, adotando novos hábitos para conviver em harmonia se tornou uma questão de qualidade de vida.

Existem muitos fatores que são responsáveis por iniciar uma briga, desde coisas que parecem pequenas, como uma porta esquecida aberta até algumas mais graves, como o som alto de uma festa de madrugada. Por isso, não é aconselhável colocar mais lenha na fogueira participando dessas intrigas. Nessas horas, apagar o incêndio com a ajuda de boas práticas é a melhor solução para evitar estes conflitos.

Se você cansou de presenciar briga de vizinhos, confira 6 dicas que podem tornar a convivência mais fácil:

1. Na garagem

A garagem costuma ser um pesadelo para quem mora e precisa dividir o espaço com seus vizinhos. A maioria dos conflitos no local são causados por pessoas que não respeitam a vaga de outros condôminos, estacionam de maneira inadequada ou de forma imprudente e, por isso, a garagem é vista como um lugar favorável para confusões.

No entanto, existem algumas maneiras que podem contornar o problema com praticidade e tranquilidade. Uma delas é conversar com o causador desta situação e falar sobre a possibilidade de trocar a vaga. Se isso não der certo, proponha uma regra mais rígida durante um reunião de condomínio.

2. Nos ambientes barulhentos

Quem nunca foi acordado por uma festa à noite? Essa situação é comum, mas todos precisam saber que dentro dos condomínios existem regras, como a Lei do Silêncio, por exemplo, que determina que os decibéis emitidos por qualquer ruído estejam em uma frequência que não incomode os demais moradores e, ainda, prevê a punição do descumprimento em forma de multa.

Porém, sempre existem aquelas pessoas que acabam perdendo o bom senso e exagerando. Nestes casos, antes de iniciar uma briga ou outras provocações, recomenda-se inicialmente entrar em contato com o causador das perturbações. Caso o barulho persista, é necessário contactar o síndico, que é a pessoa indicada para propor as medidas cabíveis nessa situação.

3. Nos espaços comuns e lixeiras coletivas

Por uma questão de saúde e higiene, o lixo precisa ser armazenado de forma adequada. Morar em um local sujo, impróprio pelas condições sanitárias e proliferador de doenças que podem comprometer o bem-estar não agrada ninguém.

Para evitar que esse tipo de situação ocorra, deve-se aumentar o monitoramento do condomínio, fazer reuniões e conscientizar os moradores sobre a necessidade de separar o lixo, manter o local limpo e cumprir os horários de coleta.

4. Na área de lazer

Apesar de ser um espaço para entretenimento, a área de lazer pode se transformar em um verdadeiro ringue de luta se for utilizado de maneira desrespeitosa ou inapropriada. A melhor maneira de criar um ambiente descontraído e livre de conflitos é deixar as regras de utilização visíveis para que todos tenham conhecimento do horário permitido para o aproveitamento do espaço, qual o limite do som e de pessoas, entre outras possibilidades.

Além disso, as melhores formas de todos aproveitarem o local de forma respeitosa podem ser discutidas nas assembleias para que, assim, todos possam desfrutar da área de lazer sem causar incômodos ou serem incomodados.

5. No do elevador

O elevador é um meio necessário para facilitar o deslocamento de todos. Por isso, ele deve ser usado com responsabilidade. 

Para manter o funcionamento adequado deste bem comum é imprescindível respeitar o limite máximo de pessoas, não sobrecarregar o equipamento com objetos pesados sem a proteção adequada etc. Estas ações fazem toda diferença para a vida útil do equipamento e para a convivência em harmonia de quem vive em conjunto.

6. Na segurança do condomínio

Todos desejam viver em segurança, mas nem sempre é possível contar com a colaboração de todos. Deixar o portão aberto por alguns segundos é um ato inconsequente que pode acarretar sérios problemas para a comunidade. Por isso é necessário conversar pessoalmente com os moradores e solicitar que o responsável pela guarita esteja sempre atento.

Agora está mais fácil administrar as brigas de vizinhos? Acompanhe conteúdos importantes como este nas nossas redes sociais e fique por dentro dos melhores assuntos!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"