O que é benchmarking? Entenda e aprenda com a concorrência!

O benchmarking é a análise completa e aprofundada das melhores práticas utilizadas pela concorrência a fim de aperfeiçoar seus próprios métodos. Isso pode ser feito a partir de análise do mercado, interpretação de dados e estabelecimento de estratégias.

De forma geral, cada empresa identifica os próprios fatores de impacto em sua performance e estabelece critérios e indicadores para cada fator a partir da pesquisa de mercado realizada. Esses critérios, então, serviriam de benchmark ou referência a ser utilizada pela equipe durante o desenvolvimento de iniciativas.

Quais são os tipos de benchmarking que existem?

  • Benchmarking interno: é aquele que visa as melhores práticas para serem adotadas dentro da própria empresa; entre filiais ou departamentos, por exemplo;

  • Benchmarking competitivo: busca fazer uma análise detalhada das práticas de seus concorrentes a fim de superá-las. O grande desafio aqui é que, normalmente, as empresas não costumam divulgar seus segredos de sucesso;

  • Benchmarking funcional: o foco, neste caso, é o processo de trabalho entre as diferentes empresas, mesmo que sejam organizações de setores diferentes;

  • Benchmarking de cooperação: ocorre quando duas empresas formam uma parceria e compartilham seus segredos de processo uma com a outra. Outro caso é quando uma empresa “modelo” compartilha suas informações de processo para o aprendizado de outra.

Quais as vantagens e as desvantagens?

Dentre as principais vantagens deste processo encontra-se a melhora no conhecimento que a empresa tem de si mesma, o desenvolvimento de técnicas e procedimentos para alcançar reconhecimento no mercado, a motivação da equipe e a redução de custos de processo e o aumento da produtividade e do lucro.

Deve-se apenas ficar atento ao fato de que cada empresa possui um fluxo próprio de funcionamento e, portanto, o benchmarking deve ser estudado minuciosamente e adequado a cada uma. Simplesmente copiar as estratégias de outra organização, neste ponto, trará resultados negativos para o seu negócio.

Além disso, o foco exagerado na concorrência pode fazer com que a sua empresa perca a identidade. É necessário fazer a análise do mercado e atualizar as técnicas, mas sem deixar de lado os fatores marcantes do seu negócio.

Como implantar o benchmarking?

  • Faça uma análise e avalie minuciosamente os processos e práticas internas da empresa. Pratique o lema “entender o que somos para que possamos melhorar”;

  • Identifique as grandes empresas que fazem parte do mesmo setor;

  • Estabeleça estratégias de coleta de dados para definir como os segredos das grandes organizações podem funcionar para sua empresa;

  • Analise o mercado para conhecer as melhores práticas das empresas concorrentes e veja o que pode ser melhorado;

  • Elabore a projeção futura do desempenho após as melhorias estabelecidas;

  • Implemente as ações específicas para a adaptação.

Por que o benchmarking é tão importante para empresas?

Agora que sabemos o que é benchmarking, quais os tipos e como fazer a sua implantação, fica fácil entender por que ele é tão importante para as mais diversas organizações.

A comparação entre duas situações é algo natural para os seres humanos, além de ser um fator crucial no momento de estimular a busca por melhorias. Dentro do ambiente empresarial, essas melhorias trazem bons resultados e maior reconhecimento no mercado.

Gostou do texto? Você tem alguma dúvida sobre o benchmarking ou gostaria de compartilhar sua experiência nessa área? Então deixe um comentário no post!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"