Consequências de não ter um relógio de ponto em sua empresa

O livro de ponto ou relógio de ponto é o meio pelo qual as empresas conseguem saber os horários de entrada e saída de seus funcionários. Não ter esse controle pode afetar todo o desempenho da empresa, pois se aumenta os custos com horas trabalhadas, perde-se a produtividade pelos atrasos dos funcionários e assim por diante.

Fazer a gestão de uma empresa já é algo bastante complexo e sem um relógio de ponto esse trabalho fica ainda mais complicado. Listamos abaixo quais são os principais problemas que a sua empresa pode enfrentar simplesmente por não ter um controle de ponto. Veja abaixo quais são eles!

Atrasos dos funcionários

Infelizmente, o fato de não ter um controle das horas trabalhadas faz com que os funcionários sintam-se à vontade para atrasar sempre que quiserem. Se não tem nada que controle esses horários, então não há provas de que esse atraso ocorreu de fato. Assim, a empresa perde muito porque não consegue mais confiar na equipe. Com isso, regras mais rigorosas são criadas, o que pode prejudicar aqueles que cumprem os horários.

Além disso, a desconfiança constante pode provocar a desmotivação da equipe, principalmente de quem segue as regras. Um equipamento eletrônico para o controle de ponto resolveria todos esses transtornos.

Não saber o dia que o colaborador terá folga

Algumas empresas trabalham com o chamado banco de horas. Nesse caso, as horas trabalhadas precisam ser contabilizadas para que, quando o funcionário quiser usar as horas extras para ter uma folga isso seja possível. Sem um sistema de ponto fica impossível de saber quanto tempo o funcionário tem para compensar. Isso gera uma grande dor de cabeça e desentendimentos entre as partes, algo que pode, no futuro, parar na justiça.

Riscos de fiscalizações

Em empresas com mais de 10 funcionários é obrigatório o uso de controle de ponto, sela ele manual ou eletrônico. Se o seu estabelecimento não possui um, o risco de levar uma multa é grande, pois muitas empresas estão receber fiscalizações. E, não basta ter um relógio de ponto, ele deve estar de acordo com as normas. Por exemplo, ele deve ser certificado pelo Inmetro. Infelizmente, alguns empresários adulteram o relógio de ponto eletrônico e sendo avaliado pelo Inmetro é uma garantia a mais de que isso não vai acontecer.

A fiscalização avaliará se o seu equipamento e sistema está de acordo com o recomendado e se os limites de horas trabalhadas cumpre a legislação trabalhista.

Horas extras excessivas

Aqui temos dois grandes problemas. O primeiro deles é: como você pode comprovar que o funcionário tem as horas extras que diz ter? Vai ser a sua palavra contra a dele e, se isso for para a justiça, a responsabilidade de provar quem está certo é da empresa. Se não conseguir, o funcionário não precisa provar que trabalho aquelas horas de fato. Resumindo, a empresa acaba em grande prejuízo.

Outro problema de não ter esse controle é se o funcionário fizer, por dia ou por semana, mais horas extras que o permitido pela lei. Essa é outra situação que gera um processo trabalhista com multas altas para a sua empresa.

Como você pode ver, ter um relógio de ponto facilita e muito não só o andamento da empresa como também o trabalho de todos os colaboradores. Por isso, o melhor para resolver esse entrave o quanto antes é adquirindo o seu controle de ponto.

A Info Kings oferece uma solução completa para esta situação! Entre em contato com a gente por meio do telefone: (21) 2221-4155 ou clique na imagem abaixo:

Projeto para controle de ponto

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"