Como tornar o setor de RH mais estratégico?

Muitas empresas querem tornar o setor de RH mais estratégico, mas poucas sabem o que esse conceito significa na prática. Organizações podem contratar os mesmos serviços, implementar recursos iguais e, ainda assim, os resultados serão diferentes. Isso ocorre porque toda mudança depende do ingrediente principal de um negócio, o capital humano. O diferencial sempre será a equipe em si.

Acompanhe nosso post de hoje e veja como é possível aumentar a produtividade por meio de ações que vão tornar o seu RH estratégico. Confira!

Valorizando os Recursos Humanos

O pesquisador e consultor especializado em estratégia corporativa e transformação organizacional, Don Tapscott, em uma entrevista na qual ele revela problemas atuais do RH, ressalta a importância das pessoas para a empresa:

O capital humano contém as capacidades dos indivíduos na organização. Inclui as competências, o conhecimento, o intelecto, a criatividade e o know-how que individualmente possuem. É a capacidade de as pessoas criarem valor para os clientes.

As maiores empresas do mundo com ótima reputação e grandes talentos, como a Google e Netflix, fazem uso dessa sabedoria e, por isso, são capazes de enxergar talento onde muitos o rejeitam por fugir de um “padrão” estabelecido. Portanto, é preciso pensar fora da caixa para tornar seu RH estratégico.

Modificando a cultura organizacional

Enquanto gestores buscam instrumentos para modernizar procedimentos e desburocratizar processos internos, é preciso, também, realizar um diagnóstico organizacional. A cultura da corporação poderá direcionar toda essa transformação. Quer saber como uma ação vai impactar internamente? Conheça a cultura da sua empresa.

Adotar estratégias inovadoras e contratar talentos é importante. Porém, uma gestão completa precisa considerar todo o conteúdo explícito e implícito da dinâmica interna da organização. Isso inclui relacionamentos, comunicação, motivação de colaboradores, disposição de líderes para mudar, hábitos compartilhados etc. 

Entendendo os negócios da empresa 

Ainda que o RH possua uma maneira específica de olhar para os negócios, ele precisa saber falar a mesma língua de gestores e colaboradores. Isso implica um conhecimento profundo dos objetivos da empresa a curto, médio e longo prazos. 

É necessário que o RH estratégico conheça os números da empresa, esteja envolvido com as ações de comunicação interna e externa, saiba transmitir a identidade da companhia por meio de suas tarefas, além de estar preparado para agir como um parceiro dos outros setores.

O RH é responsável por sintetizar a missão da organização e fortalecer os valores, tornando-se assim uma potência criadora e transformadora, capaz de contribuir nas principais decisões, atuando como verdadeiro parceiro nos negócios.

Investindo maciçamente nas pessoas 

Talvez essa seja a missão principal do RH estratégico. Todo o resto existe justamente para que ele possa chegar a esse ponto, consolidando assim todo o diferencial que o conhecimento em recursos humanos pode trazer. 

É comum no mundo corporativo uma certa dificuldade em compreender que as pessoas não são um problema a ser resolvido, mas sim a solução para todos os desafios.

Essa visão, bastante presente na literatura organizacional do século XX, durante muito tempo sob o domínio da área de Administração apenas, transmite um conceito mecanicista, onde o capital humano precisa chegar ao nível de uma máquina. 

Mesmo que um software de excelente qualidade consiga dar conta de muitas funções e de fato revolucione um setor, é preciso ter gente qualificada para lidar com ele. Além disso, não custa lembrar que a tecnologia foi feita por pessoas. Logo, o potencial de inovar está nelas. 

Se você ainda quer saber mais sobre o RH estratégico ou gostou desse conteúdo, deixe um comentário nesse post!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"