Como lidar com a inadimplência no condomínio

A estrutura de um condomínio pode ser facilmente comparada à de uma empresa, afinal, sua saúde financeira depende da boa postura de um conjunto de condôminos. Infelizmente, é comum que algumas pessoas não possam ou simplesmente não queiram pagar as contas dentro do prazo. Para o síndico e os demais contribuintes, essa é uma condição prejudicial e que afeta toda a gestão e previsão orçamentária.

Se esta é sua realidade, confira abaixo práticas que podem solucionar a inadimplência no condomínio!

1. Acompanhe a evolução da inadimplência no condomínio

Quem é síndico sabe o quanto é difícil manter as contas em dia na presença de condôminos inadimplentes. Em tempos de crise, essa situação pode até se agravar com a quantidade de famílias em situação financeira difícil.

Nesse caso, é preciso acompanhar a recorrência do problema individualmente para pensar em soluções que não prejudiquem os envolvidos. Para começar, contar com uma contabilidade eficiente e organização diária é essencial na identificação de gargalos presentes na gestão e comunicação interna.

2. Incentive o adiantamento dos pagamentos

Oferecer descontos para condôminos que pagam suas contas com antecedência pode ser uma forma interessante de prevenir a inadimplência. Além de incentivar que as pessoas quitem suas obrigações dentro do prazo, o benefício oferece segurança ao síndico na gestão do orçamento.

Com recursos das contas que foram adiantadas, é possível prever novos gastos do condomínio e cobrir as despesas imediatas. Sem se preocupar com o atraso de contas urgentes, o gestor ainda ganha tempo para dialogar e chegar a um acordo com possíveis devedores.

3. Negocie antes de tomar qualquer medida

Em situações de inadimplência, o diálogo para identificação dos motivos que levaram ao atraso é sempre a melhor escolha. Ao contatar o devedor, o síndico consegue saber por que este deixou de pagar suas contas. Muitas vezes, a pessoa perde o emprego ou lida com a morte de um ente querido e, portanto, não age de má fé.

Em casos como esse, o ideal é informar os demais condôminos da situação e negociar o parcelamento das contas até que tudo se normalize. Já o sujeito que, mesmo diante de uma cobrança extrajudicial não tenha feito o pagamento deve, sim, ser acionado na justiça. Outras penalidades legais que podem ser aplicadas são:

  • Cobrança de multa e juros;

  • Proibição de voto ao inadimplente;

  • Corte de gás e água, quando medidos separadamente;

  • Proibir o uso das áreas de lazer do condomínio;

4. Não permita acordos com descontos

Seja justo na negociação para não desvalorizar os condôminos que pagam suas contas em dia. Quando os acordos são muito flexíveis ou facilitam a situação do devedor, a tendência é de que este volte a se tornar inadimplente.

Para desestimular atrasos, nunca ofereça benefícios como descontos ou abatimentos na cobrança de taxas e multas. Considere que você já estará recebendo pagamentos com atraso e, por isso, qualquer diminuição nesses valores será prejudicial à saúde financeira do condomínio.

5. Otimize a comunicação com tecnologia

A comunicação é a chave para o funcionamento de qualquer condomínio. Quando se torna deficiente, abre espaço para conflitos e desentendimentos que muitas vezes se refletem no atraso e descumprimento dos pagamentos.

Para um único síndico, lidar com pessoas e acompanhar as obrigações financeiras de cada uma é uma tarefa que exige esforço contínuo. Felizmente, o contato para envio de lembretes e cobranças pode ser facilitado com o uso da tecnologia. A Info Kings fornece softwares voltados para a gestão de condomínios que permitem ao gestor economizar tempo e recursos com negociações individuais.

Nossos Produtos

O resultado se reflete em comunicação de maior qualidade para que os pagamentos sejam feitos dentro do prazo e previnam os casos de inadimplência no condomínio.

E você, conhece outra medida para lidar com esse tipo de situação? Comente no post!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"