Como organizar a saída de alunos das escolas

O horário de saída dos alunos na escola pode se transformar em uma verdadeira confusão, o que pode ser um risco para a escola. Por exemplo, deixar um aluno ir embora sem a presença de um responsável ou com a devida autorização. Assim, organizar a saída de alunos na portaria é mais do que necessário para evitar uma série de problemas que vão além daquele momento.

Para evitar a confusão no portão de saída e problemas de liberação de alunos sem um responsável, a escola pode utilizar ferramentas e softwares que ajudem nessa questão. Além disso, existem outras possibilidades que podem ajudar nesse momento, veja abaixo quais são as opções!

Organize a fila de carros e vans

Esse é outro perigo na frente das escolas. A confusão de carros e vans que buscam os alunos pode tornar a confusão ainda maior. O ideal é ter alguém que possa organizar a situação evitando, por exemplo, as filas duplas que prejudicam o trânsito do local e podem provocar multas.

Se possível ter um ponto de entrada dos veículos e outro de saída para que o tráfego seja feito da melhor forma. Aconselhe os motoristas a não fazer a conversão na mesma rua, especialmente se ela for estreita.

Determine os horários de saída por turma

Para evitar o congestionamento na porta das escolas, muitas delas determinam horários diferentes de saída para cada turma. Pode ser algo com 20 a 30 minutos de diferença. Por exemplo, os alunos de séries iniciais saem primeiro e os mais velhos depois. Isso facilita bastante também o trabalho da equipe. Se algum aluno de série diversa estiver na portaria para sair fica mais fácil a identificação.

Estabeleça horários com o transporte escolar

O transporte escolar da cidade pode entrar em acordo com algumas escolas em relação aos horários. Normalmente, tratam-se de ônibus e vans, veículos grandes e que tomam boa parte do espaço da rua prejudicando o fluxo de carros. Portanto, combinar um horário para buscar os alunos pode ser uma excelente estratégia para evitar maiores transtornos no horário de saída dos alunos.

Use um controle de frequência

Um dos maiores riscos que uma escola pode ter é que, por falta de atenção no horário da saída, um aluno acabe indo embora sem a autorização dos pais ou sob os cuidados de um responsável. Para isso, instituições de ensino de renome tem procurado a instalação de um controle de frequência sistematizado como solução.

 

Um sistema como esse só permite a saída do aluno com a autorização do responsável. Funciona da seguinte forma:

1- O responsável do aluno coloca a biometria no controle de acesso e, automaticamente, aparece a foto do aluno no monitor.

2- Após a leitura da biometria do responsável a catraca fica liberada para este aluno.

3- Desta forma, o professor pode chamá-lo pelo nome informando que o responsável já está na portaria para buscá-lo.

 

Além de proporcionar maior segurança, esse tipo de ferramenta envia notificações via aplicativo sobre a frequência dos alunos para os pais, informações sobre horário de chegada e também de saída. Podendo também ser utilizado para os alunos que vão sozinhos para a casa, assim os pais sabem a que horas ele saiu da instituição.

Organizar a saída de alunos das escolas não é uma tarefa muito fácil, mas pode se tornar mais simples com a ajuda de ferramentas que otimizam o processo, deixando-o mais automatizado.

Quer saber mais sobre a ferramenta de Controle de Frequência para escolas?

Então, peça o seu orçamento agora mesmo! Para mais informações, entre em contato: (21) 2221-4155

Por que ter um controle de acesso em sua empresa?

Ter um controle de acesso para empresas é essencial por vários motivos. O primeiro ponto que podemos pensar é na segurança. Com ele, apenas pessoas devidamente cadastradas na ferramenta podem entrar na empresa. Isso evita, por exemplo, que ladrões entre no local e roubem ou furtem objetos de todos os colaboradores.

Além da segurança, o controle de acesso ajuda a monitorar mais de perto toda a movimentação empresarial, oferecendo relatórios tanto dos horários quanto das pessoas, como também é possível identificar quais foram os visitantes que acessaram o estabelecimento.

Neste conteúdo identificamos os principais motivos da eficácia de um controle de acesso. Saiba mais sobre o assunto lendo este conteúdo até o final e tire suas dúvidas!

O que é controle de acesso?

Como o próprio termo já diz, ter um controle de acesso quer dizer que você e outras pessoas responsáveis podem monitorar quem entra e quem sai da empresa, especialmente os horários nos quais isso acontece. No momento do acesso, por exemplo, podem aparecer dados como nome, idade, foto, se é ou não funcionário da empresa, qual a função que exerce, entre outras informações relevantes.

É também bastante útil para qualquer problema ocorrido dentro da empresa. Você pode ter o controle em vários departamentos do empreendimento e não só na entrada e saída. Assim, ficará registrado quem estava em um determinado local e horário.

Por que ter um sistema de controle de acesso?

Vejamos agora outros bons motivos para você instalar pontos de controle de acesso no seu negócio hoje mesmo! Permite o bloqueio de acesso

Um funcionário foi demitido ou você quer proibir a entrada de determinada pessoa no estabelecimento. Com o controle de acesso basta identificar aquela pessoa, fazendo o seu cadastro e informando que a entrada dela na empresa é proibida ou mesmo que ela não faz mais parte do corpo de funcionários.

Autoriza múltiplos acessos

Você pode adicionar milhares de senhas para a entrada de diversos locais da empresa e instalar um ponto de acesso em cada um deles. Dessa forma, evita-se que as chaves dos locais fiquem nas mãos de uma só pessoa ou mesmo, o esquecimento da chave para abrir o local. Ou seja, com o uso de uma senha, cartão ou digital é possível abrir o local desejado e seguir com o trabalho.

Faz leitura biométrica

Afinal, quanto mais seguro um sistema de acesso for, melhor ele é. Pense bem, senhas e cartões podem ser passados para outras pessoas, permitindo assim o acesso de gente estranha à organização, colocando a vida de todos em risco. Mas a biometria é única e intransferível ou seja, você sempre terá a certeza de que é aquela pessoa que está entrando ou saindo do estabelecimento.

Como Instalar?

A Info Kings atua em toda área do Rio de Janeiro, oferecendo equipamentos, instalação, manutenção personalização aos seus clientes. Veja abaixo algumas instalações:

Entre em contato e monte o seu projeto de acesso agora mesmo!

Ou fale com algum de nossos consultores: (21) 2221-4155

Empregado sem registro, quais os riscos para a empresa?

Por conta dos elevados custos de ter um funcionário, muitas empresas estão sempre buscando formas de driblar a legislação e trabalhar com empregado sem registro. Porém, esse risco é muito grande, e que além de acarretar em pesadas multas, mancha a reputação da empresa frente aos clientes e fornecedores.

Não registrar o empregado pode gerar sérias dores de cabeça para a instituição. Antes da reforma trabalhista que ocorreu em 2017, a multa para quem não fizesse o registro do contrato de trabalho era de 1 salário mínimo por funcionário. Agora, a multa passou a ser de R$ 3 mil por empregado e, para micro e pequenas empresas, o valor é de R$ 800 por empregado não registrado.

As multas são realmente pesadas e, justamente por isso, é interessante que você conheça um pouco mais sobre as consequências de manter um empregado sem registro. Continue com a leitura deste conteúdo!

O que muda com a reforma trabalhista?

Além dos novos valores das multas, há também outros riscos para as empresas que não estão diretamente relacionadas aos funcionários sem registro, mas a demais problemas que são inerentes à relação empregado e empregador. Não cumprir a legislação oferece sérias consequências.

Jornada

Houve também mudanças quanto à jornada de trabalho que ainda é de, no máximo, 220 horas mensais. Porém, hoje é possível que o funcionário tenha uma carga-horária diária de até 12 horas (com as 2 horas extras já incluídas), mas é preciso continuar respeitando o limite semanal de 44 horas.

Descanso

Esse foi outro ponto que mudou na reforma. Agora, o tempo de descanso, especialmente o intervalo para o almoço, pode ser negociado. Antes, o tempo mínimo era de 1 hora, agora, esse tempo mínimo passou para 30 minutos. Ao não conceder um intervalo mínimo para o almoço, será devido uma indenização de 50% a mais da hora de trabalho.

Quais outros problemas além da multa?

Agora que já vemos alguns pontos importantes para controle de ponto do colaborador quanto ao que pode e não pode, falemos sobre as consequências de manter um empregado sem registro além da multa.

Digamos que você além de não manter o registro do funcionário, também não possui documentos que comprovem os pagamentos que foram feitos e outros importantes como o 13º salário, férias e horas extras. E, quando o funcionário entra na justiça requerendo o reconhecimento do seu tempo de trabalho, a empresa acaba tendo que pagar duas vezes.

O funcionário sente-se livre para pedir não só os valores que não foram pagos como também os que já foram. E já que a empresa não tem como comprovar, acaba pagando de novo.

A empresa também pode ser obrigada a pagar o seguro-desemprego já que o funcionário teria direito a esse valor caso tivesse registro na carteira de trabalho. Outro pagamento é quanto à contribuição previdenciária. Essas pessoas não têm como pedir o benefício no INSS já que não possuem registro na carteira de trabalho. Assim, a empresa também ficará responsável por pagar esses valores.

Além de todos esses problemas, ainda há aqueles que poderão ser acordados em convenção coletiva. Por não cumprir o que está no acordo, como o aumento de acordo com a categoria e tentar se eximir das responsabilidades por não ter funcionário registrado, a empresa também será penalizada.

Evite agora mesmo riscos trabalhistas, mantenha o registro dos seus funcionários e tenha todos os outros registros documentados:

O Software IKPonto REP aliado ao Relógio de Ponto Inner REP Plus, irá lhe ajudar nestas atividades. Entre em contato com a Info Kings e entenda melhor como funciona um controle de ponto automatizado evitando futuros problemas com a justiça do trabalho.

Sistema para academia: Como escolher?

Toda empresa precisa de uma boa gestão e com a academia não é diferente. Aliás, esse tipo de negócio possui algumas peculiaridades que precisam ser levada sem consideração para evitar, por exemplo, o desequilíbrio nas contas no final do mês. Por isso, ter um sistema para academia, ou seja, um sistema específico é essencial.

Quer ver como você precisa de um sistema assim? Como você conseguirá fazer o controle de entrada e saída dos alunos que estão inadimplentes? Com um sistema direcionado, você consegue saber, exatamente, qual aluno ainda não efetuou o pagamento e, com isso, evitar que ele continue utilizando os seus produtos e serviços.

Veja abaixo como um sistema para academia pode ajudá-lo a ter mais sucesso com a sua empresa e assim, conquistar grandes lucros!

Por que você precisa de um sistema específico?

A resposta para essa pergunta é bem simples: porque você não tem condições de gerenciar todos os setores do seu negócio, seja por falta de tempo ou por falta de conhecimento.

Por exemplo, como você pretende cuidar da contabilidade da sua empresa? Você ficará se atualizando constantemente sobre a legislação tributária e trabalhista? Ou prefere focar em um conhecimento mais específico para a sua área como novos estudos e tecnologias para o treino dos seus alunos?

Para fazer uma gestão da sua academia é necessário ter conhecimento em CRM, marketing, retenção de clientes, vendas, gerenciar uma carteira de clientes, conseguir mais clientes, gerenciar os treinos e muito mais!

Como escolher um sistema para academia?

Bom, para ajudá-lo a tomar a melhor decisão, listamos abaixo os principais fatores que precisam ser analisados na hora de escolher o seu sistema.

Ele deve ser online

Ter um sistema online é mais do que essencial, já que é possível ter acesso a esse sistema a qualquer momento e de qualquer lugar. Ainda que você esteja dentro da academia durante todo o expediente, estará realizando outras tarefas e fica quase impossível acompanhar todas as informações.

Com um sistema online, o acesso a essas informações fica mais fácil e pode ser feito em um horário do dia que você esteja mais livre.

Ele deve fazer o controle financeiro

Ter equilíbrio financeiro é vital para qualquer negócio. É preciso saber quanto entra todo mês e quanto a empresa gasta. Outro ponto crucial para manter esse equilíbrio é ficar de olho na inadimplência dos alunos.

Um sistema completo consegue oferecer datas de contas que estão prestes a vencer e também de valores que têm para receber. Vende alimentos saudáveis e moda fitness, aproveite o sistema para fazer esse controle.

Ele deve fazer a cobrança

O sistema precisa gerar, de maneira automática, a mensalidade para o aluno todos os meses. Ele receberá o documento para pagamento em uma data próxima e assim, a empresa não precisa passar pelo constrangimento de ficar cobrando o aluno o tempo todo.

Ele deve bloquear o aluno

É claro que você não tem como obrigar o aluno a realizar o pagamento da mensalidade, mas pode evitar que ele continue usando seus produtos e serviços sem pagar nada por isso. Esse tipo de situação prejudica as suas finanças e é injusta com os outros alunos que pagam em dias.

O software também deve oferecer a opção de bloqueio por outros motivos: tentar o acesso em horário diferente do qual foi acertado na matrícula, quando a avaliação física já está vencida ou então o laudo médico ou ainda quando o aluno tenta frequentar outros serviços que não fazem parte do pacote contratado.

Quer ter tudo isso por um excelente custo-benefício? Então, você pode contratar o nosso software, o IKFitness. Quer saber mais sobre ele? Entre em contato com a gente!

Solicite Orçamento

Formas de evitar furto no meu local de trabalho

A violência é um dos principais problemas enfrentados pelos brasileiros, especialmente para aqueles que são donos de comércios e diversos tipos de empresas. De acordo com levantamentos, mais de 20% da população com mais de 16 anos já sofreu algum tipo de violência como roubo, furto ou assalto. E, para as empresas, evitar furto pode ser ainda mais complicado.

Infelizmente, o responsável pelo crime pode estar dentro da própria empresa. E, sem provas, fica impossível acusar qualquer pessoa, por mais que todos saibam ou, ao menos, desconfie quem foi o autor do crime.

Para acabar com esse problema, melhor do que encontrar meios de provar é evitar que o problema aconteça. Sendo assim, usando algumas boas estratégias, você consegue estar um passo à frente.

Como evitar furto interno no trabalho

Há muitos funcionários que são de total confiança, mas, infelizmente, não podemos confiar em todos. Algumas pessoas já entram no serviço mal intencionadas, por isso, é muito importante ter vigilância interna. Nesse caso, a principal solução são as câmeras. Elas podem ser integradas a um monitor para a sala de segurança ou ao seu próprio smartphone.

Além de inibir os furtos internos e diversos outros problemas, você também consegue ajudar a polícia com as imagens caso alguém invada o seu prédio.

Outra boa solução, é usar controle biométrico em determinados locais da empresa. Por exemplo, no estoque, onde há objetos que podem ser furtados facilmente ou mesmo na sala há um cofre.

Como evitar furto externo no local de trabalho

Uma maneira excelente de evitar furto de pessoas de fora do ambiente de trabalho é restringir o acesso. Isso pode ser feito com excelentes tecnologias que, ao serem implantadas, conseguem inibir os bandidos, pois sabem que a entrada no local é mais difícil do que pensaram. Veja quais são essas opções.

Controle de acesso

O controle de acesso permite que, de acordo com dados cadastrados no software, apenas pessoas autorizadas tenham acesso a determinados lugares. Essa tecnologia pode ser instalada tanto em determinados setores quanto na entrada principal da sua empresa. Esse controle de acesso pode ser feito de 3 maneiras:

leitura de impressão digital;

leitor de cartões;

leitor de cartões combinado com impressão digital.

Essa última opção é extremamente segura, afinal de contas, quanto mais barreiras de proteção, mais difícil fica de entrar no local.

Catracas

As catracas são excelentes opções para locais com um grande fluxo de pessoas como condomínios e indústrias. Ao mesmo tempo que conseguem oferecer maior praticidade, também sabem oferecer a proteção necessária para o local. Você ainda pode escolher se quer uma catraca com leitor biométrico ou com leitor de cartões.

Caso seja por leitura de cartão, você não precisará se preocupar em alguém fazer cópias dele. O software instalado identifica no exato momento o matéria inválido. Para academias, também é uma ótima opção já que o sistema pode apontar quando a mensalidade do aluno já está vencida.

As catracas e o controle de acesso são ótimas maneiras de proteger não só o seu negócio, mas todas as pessoas que estão no ambiente. Essa tecnologia age de forma preventiva, a melhor forma de evitar problemas.

Quer saber mais sobre como evitar furto usando essas soluções? Então, entre em contato com a gente!

Como saber quem está entrando e saindo em meu estabelecimento

Em 2016, um dado divulgado pela Revista Istoé preocupou os brasileiros: de acordo com a pesquisa pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) o número de assaltos no Brasil é o dobro da média mundial. Em 2017, uma ONG americana fez uma lista dos países mais inseguros do mundo com base em pesquisas e o Brasil ficou em 11ª posição entre mais de 130 países.

Diante desse cenário, é preciso ter o máximo de cuidado e estar muito bem protegido, especialmente se você coordena um local no qual há um grande fluxo de pessoas.

Comércios, indústrias, escolas e condomínios são locais em que muitas pessoas entram e saem constantemente. Ter o máximo de controle de acesso nesses lugares é fundamental para aumentar a segurança de todo.

Para ter esse controle, você pode tomar algumas providências. Existem diversas tecnologias que podem ajudá-lo nessa importante missão.

Por que usar tecnologias de controle de acesso?

Além de oferecer maior segurança, controlar quem sai e quem entra no estabelecimento oferece outras vantagens. Por exemplo, os setores ficam mais organizados, permitindo que apenas pessoas autorizadas entrem em um determinado local. Também é uma forma de seguir a regulamentação de alguns ambientes que possuem lotação máxima como teatros e outros.

Um controle de acesso também ajuda na redução de custos com serviços terceirizados de segurança. Você pode até contratar algumas pessoas por precaução, mas, sem dúvidas, o custo será muito menor. Além da identificação de uma pessoa caso ela quebre um item na loja ou danifique algo no ambiente.

Quais controles de acesso utilizar?

Câmeras

As câmeras já são amplamente utilizadas pelos comerciantes, colégios, indústrias e demais departamentos. E nem precisa ser pessoa jurídica para se preocupar com a segurança. Muitas residências possuem câmeras externas algo que ajuda a inibir os assaltantes. É importante que, além da instalação, você tenha um software capaz de armazenar um tamanho significativo de imagens.

Leitor de cartões

É uma tecnologia interessante para determinados setores. Por exemplo, áreas restritas a algumas pessoas do setor administrativo ou mesmo academias. O software instalado faz a leitura no código de barras e libera a catraca para alguém previamente cadastrado e autorizado. Para locais com muitas pessoas, um leitor por proximidade ajuda a evitar filas.

Leitor biométrico

A biometria é uma das formas mais seguras de controlar o acesso de pessoas em estabelecimentos. Por exemplo, em condomínios e bancos é uma ótima opção. Por exemplo, o cofre de um banco só pode ser aberto pela leitura de algumas digitais previamente cadastradas. O software pode registrar quando aquela pessoa saiu e quando voltou.

O que levar em consideração na hora de escolher o tipo de controle de acesso?

O mais importante é que a tecnologia possa se adaptar facilmente ao seu tipo de empresa. Além disso, é interessante que ela possa oferecer relatórios, muito úteis, por exemplo, para saber a que horas um aluno saiu da escola ou do cursinho e quando ele retornou. Também deve ser capaz de armazenar uma quantidade de cadastros compatíveis com a sua necessidade.

Quer receber mais dicas para aumentar a segurança do seu estabelecimento? Entre em contato conosco!

Veja 3 recomendações antes de montar academia

Montar academia tem se tornado um negócio cada vez mais atrativo. As pessoas não estão indo mais para as academias apenas em busca de um corpo perfeito. Atualmente, elas buscam, acima de tudo, uma vida saudável. De acordo com pesquisas feitas pela ACAD (Associação Brasileira de Academias), só no Brasil, esse nicho movimenta cerca de US$ 2,5 bilhões e a tendência é de crescimento.

É um fato que abrir uma academia é um excelente negócio, mas que exige muito planejamento, especialmente financeiro. Você precisa contratar um bom vendedor para trabalhar na recepção do local, como vai controlar a saída e entrada dos alunos e como evitar que eles usem os serviços quando estão inadimplentes.

Quer uma mãozinha? Então, veja abaixo as 3 principais recomendações que você deve seguir para montar uma academia e evitar prejuízos!

1. Planeje

Esse é o ponto de partida para todo e qualquer negócio. Você precisa traçar um caminho para saber como alcançará o seu objetivo. Dentro desse planejamento, deve também criar metas. Por exemplo, em quanto tempo encontrar um local para montar uma academia, quantos funcionários precisará contratar, em quanto tempo começará a funcionar, entre outras.

Outro passo estratégico no planejamento é investir um pouco em pesquisas. É importante coletar informações sobre a concorrência, o melhor local para abrir o seu negócio, do que as pessoas sentem falta nas academias que já existem (algo que pode ser o seu diferencial), entre outras.

2. Faça a gestão financeira

Esse é o tipo de gestão que começa logo no primeiro momento em que você decide montar uma academia. Se você vai pedir um empréstimo, precisa pesquisar muito para não perder dinheiro com os juros. Lembre-se que existem alguns equipamentos básicos e que não podem faltar como peitoral dorsal, leg press, halteres, aparelhos de som, barras e vários outros.

Assim, para pedir o empréstimo, você precisará ter um valor preciso em mãos de quanto vai precisar para fazer a sua academia funcionar. Não se esqueça dos encargos trabalhistas dos funcionários, das taxas para manter o local funcionando, entre diversas outras despesas que precisam estar no papel.

3. Pense na logística

Você precisará controlar a entrada e saída dos alunos e, é claro, manter o ambiente o mais seguro possível, evitando que qualquer pessoa entre no local sem a devida autorização. Nesse caso, um sistema muito utilizado nas academias são as catracas.

Com um leitor de digital, ela consegue identificar de forma imediata, quem é a pessoa, se está cadastrada como aluno ou como um funcionário. Se não é o caso, apenas o responsável que tem acesso ao sistema consegue destravar a catraca e liberar a passagem.

É uma ótima maneira de evitar que os alunos continuem frequentando a academia sem pagar a mensalidade. São muitos alunos e, por isso, é bom ter um sistema automatizado que lembre essas datas importantes. Dessa forma, assim que ele colocar a digital na catraca, ela trava, chamando a atenção do responsável ali presente.

Montar uma academia é algo que exige muita paciência e bastante planejamento. Tentar fazer isso de forma apressada é uma forma fácil de cometer erros e, consequentemente, perder dinheiro.

Projeto de Acesso

Veja também quais são as principais tecnologias em segurança para 2019 que você pode implementar no seu negócio!

A importância de catraca para condomínio

Adquirir uma catraca para condomínio se faz necessário, pois a segurança é algo que está cada vez mais difícil de conquistar na atualidade, especialmente nas grandes capitais. Uma pesquisa realizada em 2016 mostra que o número de assaltos no Brasil é o dobro da média mundial. O sistema de catraca para condomínio evita que desconhecidos tenham acesso às casas dos moradores.

Além da segurança, outra vantagem é a organização que um sistema de catracas proporciona. É possível cadastrar todos os moradores e assim ter um maior controle sobre quem ainda está morando no condomínio, quem não está mais, quem são os novos moradores e assim por diante.

Veja mais sobre esse assunto e a grande importância de instalar esse tipo de equipamento nos condomínios residenciais.

O que é uma catraca biométrica?

A biometria é uma tecnologia que consegue identificar as pessoas por características únicas como a impressão digital (mais utilizada), a íris dos olhos, entre outras. Por conta disso, é considerada uma das formas mais seguras de identificação. Tanto é assim que, essa técnica é utilizada também em investigações criminais.

Como funciona o controle de acesso por meio da catraca biométrica?

O responsável pelo sistema deverá cadastrar todas as digitais dos moradores e pode também cadastrar os visitantes que são mais frequentes. Assim, quando alguém parente ou amigo mais próximo for fazer uma visita, não há a necessidade de avisar ao morador e manter a pessoa do lado de fora até obter uma resposta.

Dessa forma, é possível, por exemplo, montar um relatório com as entradas e saídas dos moradores, saber em quais horários eles costumam ter acesso ao local e quais são as pessoas me mais visitam. Essas informações são muito importantes, pois ajuda a identificar algum problema no caso de um comportamento fora do padrão.

Por que utilizar catracas em condomínios residenciais?

Como dissemos no início deste post, entre os maiores benefícios na utilização das catracas é a questão da segurança, não só dos moradores, mas também de todos os colaboradores. A questão da organização sobre as informações dos moradores e visitantes também é um ponto positivo.

Outro bom motivo para instalar uma catraca biométrica no condomínio é que ela consegue evitar a formação de filas, especialmente nos horários de pico. Não é necessário que o responsável pela portaria tenha que identificar cada um dos moradores. Com a catraca fica muito mais simples liberar o acesso e evitar assim maiores transtornos.

Quer melhorar a organização da administração do condomínio? Essa é outra vantagem que a identificação biométrica pode oferecer. Você pode instalar catracas em locais específicos para liberar apenas a entrada de pessoas autorizadas. Dessa forma, uma série de complicações pode ser evitada e o trabalho dos colaboradores fica mais fácil de ser realizado.

O uso de catraca para condomínio é uma ótima forma de agregar valor ao local, pois assim é possível proporcionar aos moradores uma maior tranquilidade devido à sensação de segurança. Escolha qual é o melhor tipo de catraca para as necessidades do seu condomínio.

Quer conhecer boas soluções de catraca para o seu condomínio? Então, acesse o nosso site e veja qual se encaixa melhor nas suas necessidades!

Site InfoKings

As principais tecnologias de segurança para 2019

A tecnologia avança a passos largos e consegue chegar aos mais diversos setores, oferecendo uma série de melhorias para todos. Por exemplo, atualmente, as portarias de diversos estabelecimentos como fábricas, escolas, empresas, condomínios e outros podem ficar mais seguras. As tecnologias de segurança são mais que necessárias na nossa realidade.

Antigamente, ter uma pessoa na portaria e câmeras eram o bastante. Mas muitas pessoas conseguem burlar esse tipo de proteção e invadem diversos locais, colocando em risco todos os que estão dentro deles.

Hoje, há diversas formas de ter um maior controle de quem entra e de quem sai de um determinado estabelecimento. Essas tecnologias de segurança são excelentes para qualquer ambiente, especialmente para aqueles em que há um grande fluxo de pessoas. Veja abaixo bons exemplos que podem ajudá-lo!

Cartões de proximidade

Por exemplo, os moradores de um condomínio podem receber um cartão de acesso para a entrada no prédio. Nele constam informações como alguns dados pessoais e o nível de acesso também pode ser estabelecido (excelente para empresas e indústrias). Basta aproximar o cartão de um leitor para liberar ou não a passagem.

É uma ótima opção para impedir o acesso de determinadas pessoas a certos locais restritos e também revogar o acesso de um morador a alguns locais. Por exemplo, o indivíduo era síndico e agora não é mais, portanto, perde acesso a alguns locais.

Senhas e controles especiais

O uso de senhas já é bastante utilizado nos mais diversos locais, aliás, foi um dos primeiros avanços tecnológicos para melhorar a segurança em diversos ambientes.

Esse tipo de acesso pode ser dado a apenas algumas pessoas dentro de um estabelecimento ou a todas, dependendo do programa utilizado. O próprio software pode gerar senhas para os mais diversos funcionários, moradores ou mesmo alunos de uma escola ou curso.

Videoporteiro IP

Pelo próprio nome não é difícil imaginar do que se trata. Nesse sistema de segurança, é preciso utilizar uma câmera embutida e, assim, cada morador do prédio ou funcionário de um estabelecimento pode identificar quem está do lado de fora. O acesso à imagem é feito por meio do smartphone e, usando o desvio de chamada, pode ser liberada ou não a entrada.

Portaria remota

É uma outra forma que a tecnologia encontrou para controlar o acesso aos mais diversos locais. Quem tem acesso ao estabelecimento, deve usar uma tag que tem como função liberar tanto a saída quanto a entrada deste. Os visitantes devem acionar o interfone para que seja ou não liberado o acesso.

Biometria

Outra tecnologia de segurança já bastante utilizada e que vem se aperfeiçoando a cada dia. O tipo mais comum é a biometria por impressão digital, oferecendo muito mais segurança, já que é um desenho único para cada pessoa. É praticamente impossível falsificar esse tipo de acesso. Além disso, oferece agilidade e rapidez, sendo excelente para grandes empresas e indústrias.

Investir em controle de acesso consegue trazer uma série de benefícios para quem utiliza esse recurso. Além disso, ajuda a reduzir os custos com a terceirização de uma empresa de segurança, por exemplo, é possível acompanhar o fluxo de pessoas em tempo real.

Está pensando em aumentar a segurança dentro da sua empresa? Monte já seu projeto com a Info Kings.

Solicite Orçamento

Como funciona o controle de ronda passo a passo

O controle de ronda é essencial para a segurança qualquer estabelecimento. Não apenas para guardar os bens materiais que estão ali dentro, mas para evitar, principalmente, que os funcionários se sintam inseguros sabendo que qualquer pessoa pode acessar o prédio. Para isso, o controle de ronda, uma atividade já antiga, vem se modernizando a cada dia, aumentando a segurança do ambiente.

Atualmente, o controle de ronda pode ser feito por meio de um software aliado a um bastão viggia. Ele, por sua vez, emite relatórios para gerir melhor esse processo.

Por que utilizar um controle de ronda?

Normalmente, indústrias e outras empresas de médio e grande porte possuem uma equipe de seguranças que são responsáveis por manter o estabelecimento protegido dia e noite. Mas como se certificar de que realmente os funcionários estão realizando as rondas que foram estabelecidas?

Esse é um ótimo motivo para usar o controle de ronda, especialmente no turno da noite, quando há apenas a equipe de segurança e você deseja se certificar de que tudo está correndo bem. Além desse benefício, podemos mencionar outros como a prevenção de furtos e a segurança dos equipamentos utilizados, que estão livres de fraudes.

Além de empresas, esse tipo de tecnologia é perfeita para condomínios. Certamente, os moradores se sentirão muito mais seguros, aumentando assim o valor dos serviços que são oferecidos pelo local. Essa sensação de tranquilidade é muito importante, especialmente, quando falamos de grandes cidades como capitais.

Como funciona?

Agora que você já conhece todos os benefícios que essa tecnologia pode oferecer, veja abaixo um passo a passo mostrando como o sistema de ronda funciona;

Passo 1: configurar os iButtons

O iButton é um botão inteligente no qual um código fica armazenado e que deve ser espalhado por diversos ambientes da empresa. Por exemplo, um pode ser colocado na entrada, outro no local onde fica o cofre, podem ser colocados também em todas as saídas e entradas do ambiente. Dessa forma, os iButtons conseguem se adaptar às necessidades da sua empresa, basta configurá-los.

Os vigilantes também precisam ser registrados no software. Assim, você terá o total controle de quem está realizando a ronda naquele dia e emitindo os relatórios. No software, também devem ser configurados os dias e horários das rondas.

Passo 2: instalar os iButtons

Agora que os iButtons já estão devidamente configurados, chegou o momento de realizar a instalação. Eles podem ser colocados tanto em áreas externas quanto internas, sendo bastante resistentes às intempéries do tempo como chuvas, vento, luz do sol, poeira e outros.

Passo 3: entregar o bastão de ronda ao vigilante

O bastão serve para fazer a leitura do iButton e para coletar os dados daquele ambiente. O segurança deve passar em cada ambiente onde os botões estão instalados para se certificar de que tudo está correndo bem.

Passo 4: verificar

Ao final do turno, você pode acessar o iButton mestre para ter a certeza de que as rondas foram realizadas pelos seguranças da forma que foi estabelecida. Não é preciso nem mesmo carregar o equipamento até a central.

Passo 5: descarregar

Conecte o bastão, via cabo USB, no computador no qual o software está instalado. Dessa forma, os dados ficam armazenados na máquina e assim, é possível fazer maiores análises e de longo prazo. Além disso, os relatórios gerados também ajudam a organizar os seguranças que fizeram a ronda durante um determinado período.

A Info Kings oferece estas ferramentas de forma completa e que forneça todo o serviço sem maiores complicações.

Deixe o ambiente mais seguro utilizando o controle de ronda. Ficou com alguma dúvida? Então, entre em contato conosco!