Um dos fatores mais importantes na formação de um aluno, mas que, muitas vezes, acaba sendo deixado de lado é a disciplina. É somente quando ela funciona que, tanto o trabalho do professor pode ser executado de maneira eficiente, quanto o rendimento do aluno pode ser aperfeiçoado. Um grupo que não sabe lidar muito bem com essa palavra é o de alunos atrasados.

Tal comportamento tende a prejudicar não só o aprendizado, mas também o futuro daquele indivíduo. Sendo assim, é fundamental pensar em meios para evitar atrasos tão prejudiciais para alunos nas escolas. Por isso, confira a seguir algumas dicas para evitar o atraso de alunos!

Tenha tolerância

Primeiramente, é preciso considerar que atrasos podem ser eventualidades. Dessa forma, é importante ter em mente que imprevistos podem acontecer e fazer com que, até mesmo, alunos bem-intencionados acabem perdendo a hora. Sendo assim, é preciso que, primeiramente, haja tolerância quando eles acontecerem pela primeira vez.

Algumas escolas permitem que, mesmo cinco minutos atrasado, o aluno ainda entre na aula. Outras trabalham com o chamado segundo sinal, quando existe uma tolerância de quinze minutos para que o aluno entre em sala. O importante é deixar as regras bem claras para que atrasos sejam evitados, quando possível, e compreendidos, quando inevitável.

É interessante também levar o fator idade em consideração. Por exemplo, os alunos do fundamental 1 poderiam entrar a qualquer momento, mas a escola deve conversar com os pais para que o atraso não seja constante.

É necessário pensar também nos casos das instituições de Educação de Jovens e Adultos. O nível de tolerância deve ser um pouco maior já que muitos trabalham e pegam condução, que podem atrasar, especialmente, nos horários de maior trânsito.

Crie uma política de atrasos

É preciso que a escola tenha uma política para lidar com atrasos. Como no exemplo anterior, é possível criar o chamado segundo sinal, que permite uma segunda chance para quem chegar atrasado.

Neste caso, tanto o professor pode se planejar para eventuais atrasos, quanto o aluno pode saber que, mesmo diante de alguma eventualidade, ainda pode chegar a tempo de acompanhar a aula sem maiores prejuízos.

Cada escola pode pensar na própria maneira de lidar com esse tipo de problema. Fatores como o trânsito em grandes cidades costumam dificultar o acesso dos alunos à escola. Da mesma forma, problemas como a localização do colégio exigem que o gestor tenha bom senso na hora de criar sua política de atrasos.

Aproveite o tempo

Quando o aluno chega atrasado, seja por qual for o motivo, a instituição não deve enviá-lo de volta para a casa e sim deixá-lo esperando até que a próxima aula comece, se o limite de atraso já tiver sido ultrapassado.

O ideal é que tenha um ambiente para acolher esses alunos, seja uma biblioteca para que eles estudem enquanto esperam ou uma consulta pedagógica ou psicológica, caso a escola disponha desses serviços. Essas são excelentes formas de aproveitar bem um tempo que poderia ser perdido.

Modernizar Instituição

 

Crie advertências

É possível estabelecer advertências para alunos que se atrasam mais do que o normal. Por exemplo, três atrasos em menos de um mês pode ser considerado como excesso, o que pode gerar uma advertência para o aluno. No caso de três advertências, ele pode ser suspenso.

As advertências devem ser encaradas como um aviso para os alunos e para seus pais, mas principalmente, como uma primeira ação por parte das instituições. Elas são úteis, ainda que, de fato, não punam o estudante.

Ensine como se planejar

Essa não é uma prática muito comum nas escolas. No entanto, ensinar àqueles alunos que vivem se atrasando a importância de ter um bom planejamento é fundamental e passar isso para os pais também é uma boa tática.

O aluno pode estar chegando atrasado, porque vai dormir muito tarde e não consegue acordar no horário certo. Outro exemplo muito comum é quando ele passa a maior parte do tempo brincando e resolve fazer as atividades já bem perto da hora de se arrumar para sair.

A área pedagógica da instituição ou mesmo os professores podem ajudar os alunos mais velhos a montarem um cronograma com todas as atividades do dia a dia para que eles consigam se planejar melhor e evitem os atrasos.

Eduque os pais

Muitos alunos dependem dos pais para chegar até a escola e esse pode ser o grande motivo do atraso. Outro ponto que pode ser debatido em reuniões entre pais e professores é que os filhos têm os pais como espelho: se eles possuem o hábito de se atrasar, o mais provável é que os filhos crescerão com o mesmo comportamento.

Para as crianças é fundamental que os pais organizem o material todo no dia anterior, deixando apenas o lanche para colocar na mochila na hora sair. Além de evitar atrasos, isso também evita que algum material seja esquecido.

Controle o acesso

Como controlar a entrada e a saída de alunos? É preciso ter um controle de acesso, ou seja, um meio para obter dados a respeito dos horários em que os estudantes estão no ambiente escolar, com precisão sobre sua entrada e sua saída.

Muitos colégios trabalham com catracas. Elas permitem o envio de dados para um sistema que facilita o trabalho dos educadores. Em escolas que não têm acesso a esse sistema, é comum usar as famosas carteirinhas, que costumam ser carimbadas logo que o aluno entra na escola e devolvidas na hora da saída.

IKAcesso Escola – Conheça o software de controle de acesso para instituições de ensino!

Controle de frequencia escolar

Alunos atrasados: saiba como lidar

Para que a escola garanta uma boa educação para os estudantes, é preciso pensar também na disciplina deles. Trata-se de um fator fundamental para que todo o processo seja realizado de maneira bem-sucedida. É essencial que os alunos saibam lidar com regras e responsabilidades. Isso o ajudará a viver bem em sociedade no futuro.

Sendo assim, valorize a pontualidade nessa relação com os estudantes, de maneira a transformar isso em algo que também faça parte do processo educacional.

Os alunos atrasados precisam ser observados mais de perto pela instituição para que assim seja possível identificar os motivos que levam a esse hábito. É importante que todos os entes envolvidos nesse processo, sejam pais, alunos, professores ou funcionários, estejam conscientizados da importância que a pontualidade tem para o desenvolvimento do estudante.

Gostou do nosso artigo sobre como lidar com os alunos atrasados? Quer saber mais sobre este e outros assuntos? Assine a nossa newsletter e entre em contato conosco!

4 comentários em “Alunos atrasados: como evitar esse problema na escola

  1. Prezados uma consideração:
    Em “crie advertências”, se o aluno for menor que 12 anos, ou vai para escola conduzido pelos pais ou terceiros, a advertência deve ser feita para os pais, pois são de fato os causadores do problema.
    Sobre a suspensão, não há proporcionalidade, nem relação de causa efeito entre os dois. O aluno que chega atrasado e é impedido de frequentar aula, já sofreu punição não pode ser punido novamente. E já sofre punição em dois aspectos: tanto academicamente, pois recebeu falta, como educacionalmente, pois o conteúdo foi ministrado pelo professor e o conteúdo será cobrado em prova.
    Respeitosamente.

    1. Ainda usando-se do bom senso, um dos principais paradigmas da escola é formar o individuo para a vida. Assim, vejo como “didática” a aplicação de advertência e suspensão, nos casos de reincidência em atrasos na entrada para as aulas. Situação similar e menos branda ao que ele, futuramente, irá encontrar no mercado de trabalho, onde a intolerância ao atraso, não é formativa e sim punitiva.

  2. Muito bom o artigo. O gestor deve usar o bom senso quando necessário, e o aluno deverá ser bem disciplinado. Para isso acontecer os pais devem ser exemplos para os filhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *