Com os crescentes índices de violência urbana registrados nos últimos anos, a segurança em condomínios se tornou uma das maiores preocupações para síndicos e moradores. Infelizmente, não há como assegurar um espaço totalmente livre de ações de criminosos, mas existem maneiras de aumentar a sensação de segurança, inibir atos violentos e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida dos condôminos.

Por isso, no post de hoje, selecionamos 5 ações que podem melhorar a segurança em seu condomínio. Veja a seguir!

1. Reforçar a segurança das guaritas

As guaritas normalmente são os primeiros alvos dos criminosos. Isso porque elas estão na linha de frente dos condomínios, fazendo o controle de acesso de moradores, visitantes e demais funcionários.

Para garantir a proteção dos porteiros, o ideal é investir em blindagem para os vidros, além de banheiros exclusivos, botão do pânico, comunicação com a central de segurança e um dispositivo de liberação remota de entrada e saída. O objetivo dessas últimas ideias é reduzir as saídas de funcionários do seu posto de trabalho. Assim, diminui-se a vulnerabilidade do acesso ao seu condomínio.

2. Restringir o acesso de entregadores

A política de acesso de entregadores varia de acordo com o condomínio. Alguns limitam à portaria, outros à recepção e até ao apartamento dos moradores. Obviamente, não podemos generalizar todos os serviços e dizer que eles oferecem riscos à segurança dos condôminos, mas como é bom prevenir, o mais aconselhável é restringir a circulação deles no edifício.

Existem condomínios, por exemplo, que possuem portões duplos na entrada, justamente para fazer com que os entregadores não avancem mais do que o necessário, se limitando ao contato com o porteiro.

3. Posicionar câmeras em locais estratégicos

Os sistemas de vigilância por câmeras é uma das soluções mais procuradas e usadas em condomínios. A questão, no entanto, é saber os melhores lugares para instalar esses equipamentos.

A preferência deverá ser pelos portões de acesso, muros, áreas comuns e pontos cegos. A guarita também deve ser vigiada, não para questionar o trabalho dos porteiros, mas sim fiscalizar e diminuir possíveis falhas de desatenção.

As câmeras devem ser monitoradas tanto pelo síndico quanto pela central que administra o sistema de vigilância. Desse modo, garante-se uma maior agilidade para a correção de problemas ou para medidas repreensivas em casos de tentativas de crimes.

4. Cadastrar as informações dos condôminos e funcionários

Não dá para garantir uma segurança eficiente sem saber quem são as pessoas que entram e saem do condomínio a todo momento. Por isso, é fundamental criar um banco de dados para coletar as informações dos moradores, como nome, identidade, apartamento, placa do carro, visitantes próximos e constantes; assim como as dos funcionários do condomínio e terceirizados, também solicitando os nomes, horários de entrada e saída, etc.

Essas informações, quando vinculadas a um sistema de gestão de condomínio, podem fornecer dados e relatórios importantes sobre a movimentação em seu condomínio, como os horários mais movimentados, visitantes mais frequentadores e outros.

5. Investir em automação no controle de acesso

As vantagens da automação também chegaram ao controle de acesso. Isso permite reduzir as falhas humanas e regular de forma mais eficiente a entrada e saída de pessoas no condomínio.

Um sistema de controle de acesso pode assegurar, por exemplo, que funcionários não entrem fora do seu horário de trabalho ou restringir automaticamente o acesso de visitantes descadastrados ou não-anunciados.

Outra vantagem é que esse sistema pode ser integrado com catracas eletrônicas, leitores biométricos e coletores de dados, fazendo com que esses dispositivos funcionem sem a necessidade de intervenção dos porteiros, que ficam incumbidos de fiscalizar e monitorar o seu funcionamento.

A violência cada vez mais organizada fez com que as estratégias para aumentar a segurança em condomínios se ficassem mais aperfeiçoadas com o tempo. E essas soluções variam desde uma melhor infraestrutura para as guaritas, passando por um melhor controle de acesso e vigilância até o uso de tecnologia para melhorar a proteção dos moradores. Sendo assim, seu condomínio fica mais preparado para se prevenir ou coibir a ação de criminosos.

 

2 comentários em “5 formas de aumentar a segurança em condomínios de forma eficiente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *